Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque

Está montando ou reformando a lavanderia? Não erre na escolha do tanque - Casa e Decoração - UOL Mulher

Com 10 m² disponíveis para a lavanderia, a arquiteta Ana Lucia Siciliano conseguiu separar a área molhada da seca. Do lado esquerdo, a bancada de granito preto absoluto (La Martina), com 50 cm de frontão, se estende por 2,40 m, acomodando os dois tanques (Mekal).

Áreas de serviço planejadas e quatro sugestões de lavadoras

Com 10 m² disponíveis para a lavanderia, a arquiteta Ana Lucia Siciliano conseguiu separar a área molhada da seca. Do lado esquerdo, a bancada de granito preto absoluto (La Martina), com 50 cm de frontão, se estende por 2,40 m, acomodando os dois tanques (Mekal).

Decoração e Projetos DECORAÇÃO DE LAVANDERIA RESIDENCIAL PEQUENA

Decoração e Projetos DECORAÇÃO DE LAVANDERIA RESIDENCIAL PEQUENA

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

As metragens mínimas para sala, quarto, cozinha e banheiro. Fotos publicadas na revista MINHA CASA.

As metragens mínimas para sala, quarto, cozinha e banheiro

As metragens mínimas para sala, quarto, cozinha e banheiro. Fotos publicadas na revista MINHA CASA.

Pinterest
Pesquisar