Linha do tempo sobre a escravidão no Brasil #13demaio

Cronologia somente para situar às datas. Não seguir e muito menos visibilizar a princesa Isabel, ignorando e tirando todo protagonismo das lutas antiescravocratas de afro-descendentes/quilombolas/africanos em diáspora

História Pensante - Ano VII: Infográfico: Possíveis descendentes do Neandertal

História Pensante - Ano VII: Infográfico: Possíveis descendentes do Neandertal

Reflexões: Fotos históricas de escravos recém libertos...

No Brasil de antigamente Vivia-se a lei do cão. O negro pobre não tinha Direitos de cidadão, Privilégios não teria, Conceito ou cidadania, Liberdade ou posição.

Há 81 anos, Antonieta da Barros se tornava a primeira mulher negra a conquistar um mandato popular no Brasil. A professora, jornalista, feminista quase apagada dos livros de História, agora ganha um filme seu.

Você conhece a história da primeira deputada negra do Brasil

Há 81 anos, Antonieta da Barros se tornava a primeira mulher negra a conquistar um mandato popular no Brasil. A professora, jornalista, feminista quase apagada dos livros de História, agora ganha um filme seu. Mais

Cesteiro no Rio 1875 -  - Com a expansão das cidades, os escravos urbanos multiplicado em comércios especializados, tais como pedreiros, vendedores de frango, barbeiros e rendeiras. Eles vagavam de um lado para outro, carregando caixas, barris, móveis e, claro, as pessoas brancas.

Cesteiro no Rio 1875 - - Com a expansão das cidades, os escravos urbanos…

Zumbi dos Palmares Dia da Consciência Negra   História

"Rei Zumbi", Ladainha de Mestre Moraes, GCAP. IÊ A História nos engana Diz tudo pelo contrário Até diz que a abolição Aconteceu no mês de maio A prova dessa ...

Escrava Anastácia, or Anastácia the slave, was an 18th century Brazilian slave. She suffered a brutal existence because she refused to give in to the sexual desires of her master. Much of her life is the subject of folklore and is sometimes depicted with blue eyes. A woman of great beauty, she was muzzled with a mask and often suffered in silence. Today, throughout Brazil, many women wear the mask in public displays in honor of Anastácia as a sysmbol of resistance.

Escrava Anastácia, or Anastácia the slave, was an 18th century Brazilian slave. She suffered a brutal existence because she refused to give in to the sexual desires of her master. Much of her life is the subject of folklore and is sometimes depicted with blue eyes. A woman of great beauty, she was muzzled with a mask and often suffered in silence. Today, throughout Brazil, many women wear the mask in public displays in honor of Anastácia as a sysmbol of resistance.

Pinterest
Pesquisar