Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
de O Globo

Livro costura as histórias do ‘alfaiate dos presidentes’

Mas seu maior legado foi o fraque curto, que ele apresentou ao público em 1958, no casamento do colunista Ibrahim Sued. “De Cicco convenceu o colunista de que a novidade destacaria o noivo diante de seus padrinhos, que estariam trajando o fraque usual. O colunista aceitou de imediato, sugerindo apenas alguns ajustes na medida.

Continuando a publicação de Ibrahim Sued, em agosto de 1955...

Concluindo a publicação de Ibrahim Sued, em agosto de 1955...

Maria da Glória Drumond e Ibrahim Sued, casamento em 1958.

de Blue Bus

Ediçao do Globo roubada da estatua de Ibrahim Sued no Copa será recolocada em setembro

Ediçao do Globo roubada da estatua de Ibrahim Sued no Copa será recolocada em setembro http://www.bluebus.com.br/edicao-do-globo-roubada-da-estatua-de-ibrahim-sued-no-copa-sera-recolocada-em-setembro/#

Baptista Entalhador. Grande biombo de 10 folhas de madeira esculpida. Cada folha 205 x 49 cm. Procedente do acervo do jornalista Ibrahim Sued.

.: A ideia foi do sr. Joaquim Guilherme da Silveira e vinha sendo trabalhada há algum tempo SESSÃO NOSTALGIA – CORINA BALDO, MISS ELEGANTE BANGU 1952

“Ibrahim Sued, o mais lido cronista social do Brasil usando uma camisa BanTan mod. Grand Monde” (Revista O Cruzeiro, 17/06/1954). A presença de colunistas em propagandas de produtos demonstra a importância adquirida por estes já em meados da década de 1950, como demonstra o exemplo acima de Ibrahim Sued, enquanto formadores de opinião, inclusive na moda.

1