Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Guerra da Independência da Irlanda – Wikipédia, a enciclopédia livre

Constance Markievicz, condessa anglo irlandesa, nacionalista, sufragista, socialista. Participou de inúmeros esforços para independência da Irlanda.

de Catraca Livre

Temidas, rebeldes e perigosas: 10 histórias de mulheres que revolucionaram o mundo

Constance Markievcz- condessa anglo-irlandesa revolucionária, sufragista, socialista, participou das revoluções para a independência da Irlanda. Durante combate contra as tropas britânicas, foi a única mulher entre os 70 prisioneiros que foram confinados em solitária.

7
2

A mulher da Velha Irlanda, único lugar que nunca foi visitado pelas legiões romanas, manteve sua independência até o século XII e uns três séculos mais, estava ainda, quase em plano de igualdade com o homem. Ela não foi derrotada em luta pelos romanos, mas sim pelo cristianismo. Podemos dizer, que a mulher celta foi a grande precursora do feminismo moderno.

4
2

Irlanda, Nação Celta... Kilmainham Gaol , uma estrutura de pedra maciça construída em 1796, que serviu de prisão. Foi muito comovente para andar pelos corredores de pedra frio olhando para as células, onde alguns dos líderes da Irlanda das rebeliões irlandesas foram presos. Aprendemos que é um dos monumentos mais importantes da Irlanda por causa de seu envolvimento na luta pela independência da Irlanda, foi um site.