Imagens que falam...Textos que calam...: Uma mulher forte não se faz de vítima, não faz cenas patéticas, não aponta os dedos. As mulheres fortes levantam-se e vão em direção aos seus objetivos.

Imagens que falam...Textos que calam...: Uma mulher forte não se faz de vítima, não faz cenas patéticas, não aponta os dedos. As mulheres fortes levantam-se e vão em direção aos seus objetivos.

- Cris Figueired♥

- Cris Figueired♥

- Cris Figueired♥

- Cris Figueired♥

- Cris Figueired♥

- Cris Figueired♥

Personagens passivas ou patéticas: a figura feminina constantemente é vítima dos estereótipos construídos e reafirmados pelo meio machista. Apesar do cinema aos poucos dar espaço para a discussão de gêneros, é fácil se deparar com mulheres interpretando personagens que obedecem à dicotomia virginal/sedutora, submissa/solitária.

Personagens passivas ou patéticas: a figura feminina constantemente é vítima dos estereótipos construídos e reafirmados pelo meio machista. Apesar do cinema aos poucos dar espaço para a discussão de gêneros, é fácil se deparar com mulheres interpretando personagens que obedecem à dicotomia virginal/sedutora, submissa/solitária.

10 Cosas Patéticas que haces en Tinder y por eso No consigues a nadie!

10 Cosas Patéticas que haces en Tinder y por eso No consigues a nadie!

Historias de mujeres. Rosa Montero Relatos de mujeres reales, únicas, extraordinarias

Historias de mujeres. Rosa Montero Relatos de mujeres reales, únicas, extraordinarias

Bajo una pequeña estrella Que me disculpe la coincidencia por llamarla necesidad. Que me disculpe la necesidad, si a pesar de ello me equivoco. Que no se enoje la felicidad por considerarla mía.  Que me disculpe el tiempo por el mucho mundo pasado por alto a cada segundo. Que me disculpe mi viejo amor por considerar al nuevo el primero. Perdonadme, guerras lejanas, por traer flores a casa. Perdonadme, heridas abiertas, por pincharme en el dedo. Que me disculpen los que claman desde el abismo…

Bajo una pequeña estrella Que me disculpe la coincidencia por llamarla necesidad. Que me disculpe la necesidad, si a pesar de ello me equivoco. Que no se enoje la felicidad por considerarla mía. Que me disculpe el tiempo por el mucho mundo pasado por alto a cada segundo. Que me disculpe mi viejo amor por considerar al nuevo el primero. Perdonadme, guerras lejanas, por traer flores a casa. Perdonadme, heridas abiertas, por pincharme en el dedo. Que me disculpen los que claman desde el abismo…

Cartier Foundation for contemporary Art. Ron Mueck Exhibit

Cartier Foundation for contemporary Art. Ron Mueck Exhibit

VUE Ron Mueck (Fondation Cartier pour l'art contemporain).

VUE Ron Mueck (Fondation Cartier pour l'art contemporain).

Pinterest
Pesquisar