A trama da palhinha sempre atraiu o arquiteto Cícero Ferraz da Cruz, da Brasil Arquitetura, que decidiu transpô-la para o cobogó, unindo dois elementos bem brasileiros. Fabricadas pela Neo-Rex, as peças de cimento (39 x 39 x 7 cm) formam um painel de 5 x 6 m na Marcenaria Baraúna, em São Paulo.

A trama da palhinha sempre atraiu o arquiteto Cícero Ferraz da Cruz, da Brasil Arquitetura, que decidiu transpô-la para o cobogó, unindo dois elementos bem brasileiros. Fabricadas pela Neo-Rex, as peças de cimento (39 x 39 x 7 cm) formam um painel de 5 x 6 m na Marcenaria Baraúna, em São Paulo.

pin 612
heart 136
speech 3
Oficina do Corten desde 2005: Painel Decorativo- Divisoria em Aço Corten

Oficina do Corten desde 2005: Painel Decorativo- Divisoria em Aço Corten

pin 551
heart 104
Led - iluminação direcionada; Luminária pendente - 2.700 K a 3.000 K

Led - iluminação direcionada; Luminária pendente - 2.700 K a 3.000 K

pin 765
heart 126
speech 1
Tecnologia  Fachadas de alumínio exigem detalhamento preciso dos sistemas envolvidos e instalação correta do painel ACM Produto é prático e rápido de ser instalado, mas requer detalhamento preciso dos sistemas envolvidos

Tecnologia Fachadas de alumínio exigem detalhamento preciso dos sistemas envolvidos e instalação correta do painel ACM Produto é prático e rápido de ser instalado, mas requer detalhamento preciso dos sistemas envolvidos

pin 114
heart 19
See this Instagram photo by @koonessofficial • 180 likes

See this Instagram photo by @koonessofficial • 180 likes

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

O cobogó foi criado por três homens, os quais usaram as primeiras sílabas dos seus sobrenomes para denominar a criação: Amadeu Coimbra, Ernest Boeckmann e Antônio de Góis. Os criadores usaram como inspiração os Muxarabis, elementos árabes de madeira aplicadas geralmente em janelas para que as mulheres pudessem ver a rua sem serem vistas. Foi nos anos 50 que os cobogós ganharam fama, principalmente no Nordeste brasileiro.

pin 794
heart 163
Cubbos Consultoria: Dicionário de Arquitetura: Cobogó ou Elemento Vazado - Part 2

Cubbos Consultoria: Dicionário de Arquitetura: Cobogó ou Elemento Vazado - Part 2

pin 941
heart 172
Elemento vazado / cobogó.

Elemento vazado / cobogó.

pin 684
heart 112
speech 2
Mentha Painéis Decorativos | produtos

Mentha Painéis Decorativos | produtos

pin 891
heart 117
Cores vibrantes garantem um décor alegre - Casa Vogue | Apartamentos

Cores vibrantes garantem um décor alegre - Casa Vogue | Apartamentos

pin 234
heart 28
Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search