Pesquisas com células tronco

A importância das pesquisas com células tronco

Professor do Instituto Weizmann de Ciências fala sobre a importância das pesquisas com células tronco.

Dentes de leite impulsionam pesquisas com células-tronco no Brasi

Brasileiros usam a polpa do dente de crianças para corrigir o lábio leporino e criar neurônios que ajudam no entendimento do autismo Belo Horizonte — Para pobres mortais que não são da área científica, ouvir as …

IPCT – Instituto de Pesquisas com Células-Tronco

São células com capacidade de autorrenovação e de diferenciação em diversas categorias funcionais de células (Figura Ou seja, as células-tronco têm capacidade de se dividir e se...

IPCT – Instituto de Pesquisas com Células-Tronco

O IPCT é uma associação civil, de direito privado, com caráter social e sem fins econômicos.

IPCT – Instituto de Pesquisas com Células-Tronco

O IPCT é uma associação civil, de direito privado, com caráter social e sem fins econômicos.

IPCT – Instituto de Pesquisas com Células-Tronco

O IPCT é uma associação civil, de direito privado, com caráter social e sem fins econômicos.

IPCT – Instituto de Pesquisas com Células-Tronco

O IPCT é uma associação civil, de direito privado, com caráter social e sem fins econômicos.

Um blog sobre avanços e pesquisas pela cura da paraplegia utilizando células-tronco embrionárias humanas. Lesões da coluna vertebral.

Um blog sobre avanços e pesquisas pela cura da paraplegia utilizando células-tronco embrionárias humanas. Lesões da coluna vertebral.

Como guardar os dentes de leite. Você pode querer guardar os dentes de leite do seu filho assim que eles caiam por vários motivos. Muitos pais gostam de guardar os dentes de leite como recordação, outros escolhem guardá-los por razões médicas. Pesquisas recentes mostraram que os dentes de leite das crianças contêm células tronco que podem ser extraídas da polpa do dente. Os ...

Como guardar os dentes de leite

Como guardar os dentes de leite. Você pode querer guardar os dentes de leite do seu filho assim que eles caiam por vários motivos. Muitos pais gostam de guardar os dentes de leite como recordação, outros escolhem guardá-los por razões médicas. Pesquisas recentes mostraram que os dentes de leite das crianças contêm células tronco que podem ser extraídas da polpa do dente. Os ...

Imagem

São células com capacidade de autorrenovação e de diferenciação em diversas categorias funcionais de células (Figura Ou seja, as células-tronco têm capacidade de se dividir e se...

Cadê Saúde 2014: Células-tronco são esperança contra rejeição de transplante de órgãos no futuro

Pesquisas ainda em andamento nos Estados Unidos mostram que desativação do mecanismo de rejeição é promessa para problemas de compatibilidad...

Na juventude, ela tinha três grandes ambições: estudar genética, numa época em que ninguém sabia bem o que era isso, trabalhar na USP e ter filhos. Hoje, aos 67 anos, a geneticista Mayana Zatz se tornou uma das referências no assunto, é a diretora do Centro de Pesquisas do Genoma Humano e Células-Tronco do Instituto de Biociências da universidade, tem dois filhos e, recentemente, se tornou avó.

‘Minha filha diz que quanto mais fico velha, mais eu trabalho’, afirma Mayana Zatz

Na juventude, ela tinha três grandes ambições: estudar genética, numa época em que ninguém sabia bem o que era isso, trabalhar na USP e ter filhos. Hoje, aos 67 anos, a geneticista Mayana Zatz se tornou uma das referências no assunto, é a diretora do Centro de Pesquisas do Genoma Humano e Células-Tronco do Instituto de Biociências da universidade, tem dois filhos e, recentemente, se tornou avó.

Título: Dentes de leite impulsionam pesquisas com células-tronco Veículo: Correio Braziliense Data:26/01/2016 Cliente: R.Crio

Título: Dentes de leite impulsionam pesquisas com células-tronco Veículo: Correio Braziliense Cliente: R.Crio

Mayana Zatz, geneticista brasileira é vista na comunidade científica como um dos maiores nomes nos estudos de doenças neuromusculares e também como uma autoridade nas pesquisas com células-tronco. Hoje diretora do Centro de Estudos do Genoma Humano na Universidade de São Paulo (USP), Mayana desenvolveu uma importante técnica que trouxe avanços na compreensão das dos mecanismos causadores de doenças genéticas.

Mayana Zatz, geneticista brasileira é vista na comunidade científica como um dos maiores nomes nos estudos de doenças neuromusculares e também como uma autoridade nas pesquisas com células-tronco. Hoje diretora do Centro de Estudos do Genoma Humano na Universidade de São Paulo (USP), Mayana desenvolveu uma importante técnica que trouxe avanços na compreensão das dos mecanismos causadores de doenças genéticas.

Comer menos para viver mais  Já alguns anos pesquisas demonstraram que comer menos é uma das medidas mais efetivas para retardar o envelhecimento e diminuir o risco de doenças (comer de 20-40% a menos do habitual).   A restrição calórica ativa um complexo de enzimas chamada de sirtuínas, que atuam em genes que ajudam a promover a longevidade e retardar o envelhecimento das células.  Outros estudos cada vez mais consistentes mostraram que períodos de jejum podem ser benéficos à saúde também…

Comer menos para viver mais Já alguns anos pesquisas demonstraram que comer menos é uma das medidas mais efetivas para retardar o envelhecimento e diminuir o risco de doenças (comer de 20-40% a menos do habitual). A restrição calórica ativa um complexo de enzimas chamada de sirtuínas, que atuam em genes que ajudam a promover a longevidade e retardar o envelhecimento das células. Outros estudos cada vez mais consistentes mostraram que períodos de jejum podem ser benéficos à saúde também…

Pinterest
Pesquisar