#(O Palhaço)  ......  Quando entro e olho no espelho E vejo o homem em que me transformei Logo me despeço deste monstro... Este monstro que faz ri uma platéia inteira Que se pinta para esconder um misto de tristeza  Este homem que limpa do rosto a maquiagem Tem o coração duro, não sabe chorar... Embora a platéia o aplauda amiúde Este monstro vai embora E me assombra pintando minhalma Numa eterna esperança.  Texto: Marcelo Zacarelli

#(O Palhaço) ...... Quando entro e olho no espelho E vejo o homem em que me transformei Logo me despeço deste monstro... Este monstro que faz ri uma platéia inteira Que se pinta para esconder um misto de tristeza Este homem que limpa do rosto a maquiagem Tem o coração duro, não sabe chorar... Embora a platéia o aplauda amiúde Este monstro vai embora E me assombra pintando minhalma Numa eterna esperança. Texto: Marcelo Zacarelli

ACHADOS DE DECORAÇÃO: FAÇA VOCÊ MESMA: uma linda decoração de parede

ACHADOS DE DECORAÇÃO: FAÇA VOCÊ MESMA: uma linda decoração de parede

A Jurubeba Cultural:  ● A Arte ... e a rua.  (Suiça).

A Jurubeba Cultural: ● A Arte ... e a rua. (Suiça).

“Quem tem alma não tem calma” – Fernando Pessoa, um graffiti com uma frase do famoso poema de Fernando Pessoa “Não sei quantas almas tenho”. Está inscrita no exterior de um muro da Escola Secundári...

Linha de poesia…

“Quem tem alma não tem calma” – Fernando Pessoa, um graffiti com uma frase do famoso poema de Fernando Pessoa “Não sei quantas almas tenho”. Está inscrita no exterior de um muro da Escola Secundári...

Trabalho que demonstra alguma inspiração no psicodelismo pelo seu uso das cores e distorção de formas

Trabalho que demonstra alguma inspiração no psicodelismo pelo seu uso das cores e distorção de formas

Pinterest
Pesquisar