Pinterest
Trabalho escravo contemporâneo – 20 anos de combate (1995 – 2015) | Escravo, nem pensar! – Programa de prevenção ao trabalho escravo - Programa de prevenção ao trabalho escravo

Desde quando o governo brasileiro reconheceu essa violação de direitos humanos no país, mais de 47 mil trabalhadores foram resgatados em condições degradantes de trabalho, submetidos a jornadas penosas e abusivas

Ciclo do Trabalho Escravo Contemporâneo

O programa Escravo, nem pensar! apresenta o vídeo "Ciclo do Trabalho Escravo". O vídeo inaugura a série "ENP! na Tela". Desde mais de 47 mil trabalhado...

Julgamento do Brasil na OEA: O primeiro julgamento da Corte relacionado a Trabalho Escravo contemporâneo | sobre o caso “Trabalhadores da Fazenda Brasil Verde vs. Brasil” | A audiência pública deste primeiro julgamento internacional contra o Brasil sobre trabalho escravo será realizada nos próximos dias 18 e 19 de fevereiro na Corte Interamericana de Direitos Humanos, em San José, Costa Rica.

Julgamento do Brasil na OEA: O primeiro julgamento da Corte relacionado a Trabalho Escravo contemporâneo

'Estamos todos conectados ao trabalho escravo contemporâneo'

Onze palestrantes reuniram-se na sede das Nações Unidas em Genebra, na Suíça, no início de fevereiro para falar sobre iniciativas que estão mudando o mundo p...

Campanha #SomosLivres trata de um problema longe de estar resolvido no Brasil: o trabalho escravo contemporâneo, uma grave violação dos direitos humanos.

Wagner Moura participa de campanha contra o trabalho escravo contemporâneo

Campanha trata de um problema longe de estar resolvido no Brasil: o trabalho escravo contemporâneo, uma grave violação dos direitos humanos.

Livro digital sobre trabalho escravo contemporâneo | Escravo, nem pensar! - Programa de prevenção ao trabalho escravo

Livro digital sobre trabalho escravo contemporâneo

Ciclo do Trabalho Escravo Contemporâneo - YouTube

O programa Escravo, nem pensar! apresenta o vídeo "Ciclo do Trabalho Escravo". O vídeo inaugura a série "ENP! na Tela". Desde mais de 47 mil trabalhado...

No último dia 16, o programa Escravo, nem pensar!, coordenado pela ONG Repórter Brasil, firmou parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) do Pará para formar educadores da rede pública estadual. O objetivo é prevenir o trabalho escravo contemporâneo neste que é o estado líder no ranking de libertados – nos últimos 15 anos, mais de 12 mil trabalhadores foram resgatados em situação análoga à escravidão, o que representa 25% do total do país.

Em parceria com o governo do Estado, o programa irá formar educadores de 630 escolas da rede pública, com o objetivo de prevenir o trabalho escravo na região

Frei Xavier Plassat é coordenador da Campanha da CPT de Prevenção e Combate ao Trabalho Escravo 'De olho aberto para não virar escravo' e se destaca pela sua atuação na luta contra o trabalho escravo contemporâneo no Brasil. Seu trabalho lhe rendeu o Prêmio Nacional de Direitos Humanos em 2008. Graduou-se em Ciência Política em Paris, em 1970, e ingressou na ordem dominicana no ano seguinte.

“As formas modernas, contemporâneas de escravidão não são somente um atentado à liberdade, mas levam à degradação da pessoa, transformando-a em uma ‘coisa’”, afirma o frei dominicano Xavier Plassat...

Obtida através da Lei de Acesso à Informação (LAI) pela ONG Repórter Brasil, coordenada pelo jornalista Leonardo Sakamoto, a ''Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo'' traz dados de empregadores autuados em decorrência de caracterização de trabalho análogo ao de escravo.

Contribuir para o engajamento da sociedade na cultura de Justiça, Liberdade, Democracia e Dignidade Humana.

InPacto e Repórter Brasil publicam terceira edição da “Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo'', que traz o nome de pessoas e empresas flagradas com uso de mão de obra análoga a de escravo

Não está tranquilo, nem favorável: nova lista do trabalho escravo traz 340 nomes

InPacto e Repórter Brasil publicam terceira edição da “Lista de Transparência sobre Trabalho Escravo Contemporâneo'', que traz o nome de pessoas e empresas flagradas com uso de mão de obra análoga a de escravo

“Não reclame, trabalhe” – As frases amadas por cães de guarda do status quo - http://controversia.com.br/414

Onze palestrantes reuniram-se na sede das Nações Unidas em Genebra, na Suíça, no início de fevereiro para falar sobre iniciativas que estão mudando o mundo para melhor, transformando vidas. As conf…

| Estudo relaciona trabalho escravo com pobreza e desmatamento no país | O trabalho escravo ainda existe no Brasil, é produto da miséria e patrocinado por atividades produtivas que estão diretamente relacionadas ao crescimento do país.

Documento mostra a origem e o perfil dos resgatados no trabalho escravo contemporâneo

Trabalho escravo no Brasil contemporâneo : entre as presas da clanestinidade e as garras da exclusão / Elisaide Trevisam

Trabalho escravo no Brasil contemporâneo : entre as presas da clanestinidade e as garras da exclusão / Elisaide Trevisam

4 | O Agro produz, o Agro destrói | O agronegócio brasileiro tem sido a síntese do arcaico com o contemporâneo. O agro produz e o agro destrói. O agronegócio consegue ser uma dádiva e um castigo para o país. O maior produtor de alimentos do planeta é responsável por desmatamento, poluição, desertificação de terras férteis, grilagem de terra, trabalho escravo, ataques violentos aos povos indígenas, envenenamento, entre outras mazelas. (Pintura de Carlos Alonso)

4 | O Agro produz, o Agro destrói | O agronegócio brasileiro tem sido a síntese do arcaico com o contemporâneo. O agro produz e o agro destrói. O agronegócio consegue ser uma dádiva e um castigo para o país. O maior produtor de alimentos do planeta é responsável por desmatamento, poluição, desertificação de terras férteis, grilagem de terra, trabalho escravo, ataques violentos aos povos indígenas, envenenamento, entre outras mazelas. (Pintura de Carlos Alonso)

Cinco trabalhadores bolivianos foram encontrados em oficina com produção destinada à marca Brooksfield Donna (Foto: Ministério do Trabalho/Divulgação)

Fiscalização flagra trabalho escravo e infantil em marca de roupas de luxo em SP

Cinco bolivianos, incluindo uma adolescente de 14 anos, foram encontrados em oficina que produzia para a Brooksfield Donna; a marca, que nega ilegalidades, será processada pelo Ministério Público do Trabalho.