More ideas from Livro
Em Dias Raros, João Anzanello Carrascoza mostra homem e mulher, irmão e irmã, menino e avó, pai e família, enfim, seres humanos e suas relações. A vida brota das lembranças, do olhar pela estrada, de um dente que falta na boca, de uma cidade que enche a paisagem. A vida está na viagem, nos cheiros, na paisagem, no sonho e na expectativa. A gravação no formato de áudio ficou a cargo do grupo Teatro da Travessia.

Em Dias Raros, João Anzanello Carrascoza mostra homem e mulher, irmão e irmã, menino e avó, pai e família, enfim, seres humanos e suas relações. A vida brota das lembranças, do olhar pela estrada, de um dente que falta na boca, de uma cidade que enche a paisagem. A vida está na viagem, nos cheiros, na paisagem, no sonho e na expectativa. A gravação no formato de áudio ficou a cargo do grupo Teatro da Travessia.

Concebido a partir do trabalho da atriz Leona Cavalli com a dramaturga Ana Vitória Vieira Monteiro, o Caminho das Pedras é uma “jornada” de reflexão e atuação que objetiva ajudar os atores a compreender e planejar melhor sua carreira profissional, integrando vida artística, consciência pessoal e cidadania.

Concebido a partir do trabalho da atriz Leona Cavalli com a dramaturga Ana Vitória Vieira Monteiro, o Caminho das Pedras é uma “jornada” de reflexão e atuação que objetiva ajudar os atores a compreender e planejar melhor sua carreira profissional, integrando vida artística, consciência pessoal e cidadania.

Considerado por muitos como o maior escritor brasileiro de todos os tempos, Machado de Assis ganha sempre novas edições impressas e versões para os mais diferentes meios de expressão artística. Faltava apenas um Machado em áudio, em MP3, lido por um ator jovem e talentoso.

Considerado por muitos como o maior escritor brasileiro de todos os tempos, Machado de Assis ganha sempre novas edições impressas e versões para os mais diferentes meios de expressão artística. Faltava apenas um Machado em áudio, em MP3, lido por um ator jovem e talentoso.

No romance MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS, de MACHADO DE ASSIS, o defunto Brás Cubas conta a história da sua vida a partir do túmulo. O livro é marcado pelo humor, pela ironia e pela ousadia em termos de forma e linguagem.

No romance MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS, de MACHADO DE ASSIS, o defunto Brás Cubas conta a história da sua vida a partir do túmulo. O livro é marcado pelo humor, pela ironia e pela ousadia em termos de forma e linguagem.

Considerado por muitos como o maior escritor brasileiro de todos os tempos, MACHADO DE ASSIS ganha sempre novas edições impressas e versões para os mais diferentes meios de expressão artística. Faltava apenas um MACHADO em áudio, em MP3, lido por um ator jovem e talentoso.

Considerado por muitos como o maior escritor brasileiro de todos os tempos, MACHADO DE ASSIS ganha sempre novas edições impressas e versões para os mais diferentes meios de expressão artística. Faltava apenas um MACHADO em áudio, em MP3, lido por um ator jovem e talentoso.

Neste audiolivro, a interpretação do ator, violonista clássico e jornalista Rafael Cortez ajuda a dar diferentes dimensões para os vários personagens que compõem o romance, considerado o mais objetivo de Machado de Assis. Nesta obra, Machado de Assis retoma o personagem Quincas Borba, que aparece em Memórias Póstumas de Brás Cubas falando sobre sua teoria, o humanitismo.

Neste audiolivro, a interpretação do ator, violonista clássico e jornalista Rafael Cortez ajuda a dar diferentes dimensões para os vários personagens que compõem o romance, considerado o mais objetivo de Machado de Assis. Nesta obra, Machado de Assis retoma o personagem Quincas Borba, que aparece em Memórias Póstumas de Brás Cubas falando sobre sua teoria, o humanitismo.

FERNANDO SABINO nos deixa sempre um pensamento sobre o comportamento e a essência humana. Talvez, por isso, fique difícil chamar seus textos simplesmente de crônicas, como normalmente concebemos a definição desse gênero literário. FERNANDO SABINO foi muito além de escrever sobre os acontecimentos e os hábitos de seu tempo. Ele escreveu sobre a alma humana, com todas suas obviedades e contradições, sempre com graça, ironia e sagacidade.

FERNANDO SABINO nos deixa sempre um pensamento sobre o comportamento e a essência humana. Talvez, por isso, fique difícil chamar seus textos simplesmente de crônicas, como normalmente concebemos a definição desse gênero literário. FERNANDO SABINO foi muito além de escrever sobre os acontecimentos e os hábitos de seu tempo. Ele escreveu sobre a alma humana, com todas suas obviedades e contradições, sempre com graça, ironia e sagacidade.

Neste audiolivro,  o jornalista e crítico musical IRINEU FRANCO PERPETUO conta a História da Música Clássica a partir da Idade Média, com seu cantochão. Depois, explica o que era a prática da polifonia, fala dos trovadores, da Ars Nova e da escola franco-flamenga. O autor aborda a obra dos principais compositores dos diferentes movimentos musicais - Renascimento, Barroco, Classicismo e Romantismo.

Neste audiolivro, o jornalista e crítico musical IRINEU FRANCO PERPETUO conta a História da Música Clássica a partir da Idade Média, com seu cantochão. Depois, explica o que era a prática da polifonia, fala dos trovadores, da Ars Nova e da escola franco-flamenga. O autor aborda a obra dos principais compositores dos diferentes movimentos musicais - Renascimento, Barroco, Classicismo e Romantismo.

Anton Tchekhov (1860 - 1904) é leitura obrigatória não só para quem está ligado ao teatro ou à literatura mas para quem se interessa em observar o ser humano. Às vezes, muito divertido, às vezes, dramático, Tchekhov tece sua prosa com todos os fios da alma humana. Nela cabem toda a grandeza e toda a mesquinhez inerentes ao ser humano. Cabem as contradições, as mudanças de opinião, as traições, a solidão cortante, o desejo de vingança, a graça das brincadeiras.

Anton Tchekhov (1860 - 1904) é leitura obrigatória não só para quem está ligado ao teatro ou à literatura mas para quem se interessa em observar o ser humano. Às vezes, muito divertido, às vezes, dramático, Tchekhov tece sua prosa com todos os fios da alma humana. Nela cabem toda a grandeza e toda a mesquinhez inerentes ao ser humano. Cabem as contradições, as mudanças de opinião, as traições, a solidão cortante, o desejo de vingança, a graça das brincadeiras.

Neste audiolivro, o compositor Chico César se desnuda das melodias para mostrar-se só poesia. O autor declama na íntegra o conteúdo de seu livro Cantáteis – Cantos Elegíacos de Amozade (lançado em papel pela editora Garamond), no qual exalta e execra, alimenta e afoga, vive e mata o sentimento ambíguo que oscila e confunde amor e amizade, nutrido pela musa, a também poeta Tata Fernandes. Tal sentimento se mistura com os ruídos e as descobertas da cidade de São Paulo.

Neste audiolivro, o compositor Chico César se desnuda das melodias para mostrar-se só poesia. O autor declama na íntegra o conteúdo de seu livro Cantáteis – Cantos Elegíacos de Amozade (lançado em papel pela editora Garamond), no qual exalta e execra, alimenta e afoga, vive e mata o sentimento ambíguo que oscila e confunde amor e amizade, nutrido pela musa, a também poeta Tata Fernandes. Tal sentimento se mistura com os ruídos e as descobertas da cidade de São Paulo.

O audiolivro Contos Negreiros foi gravado pelo próprio autor a partir do livro de mesmo nome, lançado pela Editora Record, em 2005, vencedor do Prêmio Jabuti 2006. Assim como sua escrita, de personalidade forte, a leitura de Marcelino é marcada por um tom cortante, às vezes se arrastando como uma lamúria, às vezes ressoando entre as paredes como uma bateção de panelas.

O audiolivro Contos Negreiros foi gravado pelo próprio autor a partir do livro de mesmo nome, lançado pela Editora Record, em 2005, vencedor do Prêmio Jabuti 2006. Assim como sua escrita, de personalidade forte, a leitura de Marcelino é marcada por um tom cortante, às vezes se arrastando como uma lamúria, às vezes ressoando entre as paredes como uma bateção de panelas.

O conjunto de contos chamado Brás, Bexiga e Barra Funda, de Antônio de Alcântara Machado , faz um registro do dia-a-dia dos imigrantes italianos na cidade de São Paulo durante a década de 1930. Mostra seus hábitos, crenças e costumes. Descreve seu jeito de falar e de vestir. Como pano de fundo, aparece a cidade de São Paulo, na época já vibrante, com seus primeiros automóveis, que se desenvolvia impulsionada por uma miscelânea de raças, credos e costumes.

O conjunto de contos chamado Brás, Bexiga e Barra Funda, de Antônio de Alcântara Machado , faz um registro do dia-a-dia dos imigrantes italianos na cidade de São Paulo durante a década de 1930. Mostra seus hábitos, crenças e costumes. Descreve seu jeito de falar e de vestir. Como pano de fundo, aparece a cidade de São Paulo, na época já vibrante, com seus primeiros automóveis, que se desenvolvia impulsionada por uma miscelânea de raças, credos e costumes.

No audiolivro Contos de Agora, a Livro Falante reuniu 21 novos escritores brasileiros. Alguns já estão consagrados, outros ainda começam a trilhar o caminho do reconhecimento, mas todos apresentam qualidades indiscutíveis dentro do painel da nova literatura brasileira. Cada um com seu estilo e com sua temática, na voz de Leona Cavalli todos os contos ganham um colorido e um interesse completamente inesperados.

No audiolivro Contos de Agora, a Livro Falante reuniu 21 novos escritores brasileiros. Alguns já estão consagrados, outros ainda começam a trilhar o caminho do reconhecimento, mas todos apresentam qualidades indiscutíveis dentro do painel da nova literatura brasileira. Cada um com seu estilo e com sua temática, na voz de Leona Cavalli todos os contos ganham um colorido e um interesse completamente inesperados.

Esta obra foi escolhida para integrar o catálogo da Livro Falante sobretudo por sua qualidade literária ou, melhor que isso, artística. Se arte é, sem entrar em discussões conceituais, ao menos abarcar com força os seres humanos, mudá-los de lugar, fazê-los sentir cheiros e gostos, ter novos questionamentos e anseios, então, não há dúvidas, A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Água é uma obra de arte da maior grandeza.

Esta obra foi escolhida para integrar o catálogo da Livro Falante sobretudo por sua qualidade literária ou, melhor que isso, artística. Se arte é, sem entrar em discussões conceituais, ao menos abarcar com força os seres humanos, mudá-los de lugar, fazê-los sentir cheiros e gostos, ter novos questionamentos e anseios, então, não há dúvidas, A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Água é uma obra de arte da maior grandeza.

Para gravar os escritos de Fernando Pessoa, ele mesmo, convidamos o ator Hélio Cícero, que trouxe para o estúdio toda sua afinidade com a obra do poeta português. Em 2009, quando fez as gravações, Hélio Cícero já trazia na bagagem várias temporadas de apresentação da peça O Fingidor, que mostra Fernando Pessoa em seus últimos dias de vida, quando se candidata disfarçado a uma vaga de datilógrafo, oferecida por um crítico literário, profundo conhecedor de sua obra.

Para gravar os escritos de Fernando Pessoa, ele mesmo, convidamos o ator Hélio Cícero, que trouxe para o estúdio toda sua afinidade com a obra do poeta português. Em 2009, quando fez as gravações, Hélio Cícero já trazia na bagagem várias temporadas de apresentação da peça O Fingidor, que mostra Fernando Pessoa em seus últimos dias de vida, quando se candidata disfarçado a uma vaga de datilógrafo, oferecida por um crítico literário, profundo conhecedor de sua obra.