Monique Dieli Chiarentin

61 followers
·
183 following
Brazil  ·  Student of Journalism and Blogger.
Monique Dieli Chiarentin
More ideas from Monique
Rudá: na mitologia tupi, é o deus do amor, que vive nas nuvens. Sua função é despertar o amor dentro do coração dos homens. É identificado com o deus Shiva dos hindus e com o Hórus egípcio. Também é considerado deus do mar

Rudá: na mitologia tupi, é o deus do amor, que vive nas nuvens. Sua função é despertar o amor dentro do coração dos homens. É identificado com o deus Shiva dos hindus e com o Hórus egípcio. Também é considerado deus do mar

Yemaya, Goddess of the Ocean, Moon, all orishas, holding a turtle in the air as if praying in the deep blue sea; both dolphin swim and pelican fly around her; her skin is warm, radiant & glowing with the full moon behind her; her head is adorned with an oblong crown and her hair, embellished with seashells; her tail, curled up, is sequin-like silvery blue  (African: Yoruba; Afro-Caribbean; Afro-Brazilian; For more info., http://zer0dmx.tripod.com/gods/yemaya.html)

Yemaya is the Yoruba (West African) goddess of water and life. In the Yoruba religion, Yemaya is an orisha, an animistic deity who is a manifestation of one part of God. The Yoruba religion has inf…

negrinho do pastoreio legend illustration

negrinho do pastoreio legend illustration

Saci e Curupira. -- Artista Desconhecido

This was for an exposicion in the MIS-musel da imagem e do som of São Paulo about Saci and other Miths of the Brazilian culture. Curupira, Saci and others

Capelobo (Brasil). O capelobo, pertence ao folclore do Pará e do Maranhão. O nome parece ser uma fusão indígena-português: capê (osso quebrado, torto ou aleijado) + lobo. A lenda lhe dá características de licantropo e, às vezes, também de vampiro. Pode aparecer em duas formas. Na forma animal, é do tamanho de uma anta, mas é mais veloz. Apresenta um focinho descrito como de cão, anta, porco ou tamanduá e tem uma longa crina. Peludo e muito feio, sempre perambula pelos campos...

Capelobo (Brasil). O capelobo, pertence ao folclore do Pará e do Maranhão. O nome parece ser uma fusão indígena-português: capê (osso quebrado, torto ou aleijado) + lobo. A lenda lhe dá características de licantropo e, às vezes, também de vampiro. Pode aparecer em duas formas. Na forma animal, é do tamanho de uma anta, mas é mais veloz. Apresenta um focinho descrito como de cão, anta, porco ou tamanduá e tem uma longa crina. Peludo e muito feio, sempre perambula pelos campos...