Eu sou dona de mim. Não pense que pq viveu por perto durante uma época da minha…

Eu sou dona de mim. Não pense que pq viveu por perto durante uma época da minha…

Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar.

Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar.

Não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não começamos pelo começo. Já era amor antes de ser.

Não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não começamos pelo começo. Já era amor antes de ser.

Clarice Lispector

Clarice Lispector

"DO AMOR CONHEÇO OS SINTOMAS E OS HEMATOMAS" (Paulo Leminski)

"DO AMOR CONHEÇO OS SINTOMAS E OS HEMATOMAS" (Paulo Leminski)

"Esta manhã comecei a esquecer-me de ti. Acordei mais cedo que nos outros dias e com o mesmo sono. A tua boca dizia-me "bom dia" mas não: não o teu corpo todo como nos outros dias. As sombras por aqui são lentas e hoje não comprei o jornal: o mundo que se ocupe da sua própria melancolia. ontem. há uma semana. há muitos meses. um ano ensina ao coração o novo ofício: a vida toda eu hei-de esquecer-me de ti."

"Esta manhã comecei a esquecer-me de ti. Acordei mais cedo que nos outros dias e com o mesmo sono. A tua boca dizia-me "bom dia" mas não: não o teu corpo todo como nos outros dias. As sombras por aqui são lentas e hoje não comprei o jornal: o mundo que se ocupe da sua própria melancolia. ontem. há uma semana. há muitos meses. um ano ensina ao coração o novo ofício: a vida toda eu hei-de esquecer-me de ti."

CAIO FERNANDO ABREU!!!  :)

CAIO FERNANDO ABREU!!! :)

Bob Dylan e suas lindas letras!!!  :)

Seis letras que mostram a poesia das canções de Bob Dylan, vencedor do Nobel de Literatura

Bob Dylan e suas lindas letras!!! :)

"Num Monumento à Aspirina  Claramente: o mais prático dos sóis, o sol de um comprimido de aspirina: de emprego fácil, portátil e barato, compacto de sol na lápide sucinta. Principalmente porque, sol artificial, que nada limita a funcionar de dia, que a noite não expulsa, cada noite, sol imune às leis de meteorologia, a toda a hora em que se necessita dele levanta e vem (sempre num claro dia): acende, para secar a aniagem da alma, quará-la, em linhos de um meio-dia…"  :)

"Num Monumento à Aspirina Claramente: o mais prático dos sóis, o sol de um comprimido de aspirina: de emprego fácil, portátil e barato, compacto de sol na lápide sucinta. Principalmente porque, sol artificial, que nada limita a funcionar de dia, que a noite não expulsa, cada noite, sol imune às leis de meteorologia, a toda a hora em que se necessita dele levanta e vem (sempre num claro dia): acende, para secar a aniagem da alma, quará-la, em linhos de um meio-dia…" :)

Sabia tudo!!!  :)

Sabia tudo!!! :)

Pinterest
Pesquisar