Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore essas ideias e muito mais!

Quadro porta tampinhas de garrafas de cervejas - Sem Juízo

Como pintar garrafas de vidro transparente

de Poder

Área indígena em Roraima é objeto de disputa entre Funai e município

A proposta parecia ótima: R$ 8.000 por um terreno de 490 m², onde o pedreiro Paulo Peres Barbosa, 43, poderia enfim alcançar o sonho da casa própria. Mas havia um único problema: não havia documentação do imóvel. Ele arriscou e, quatro anos atrás, começou a construir a casa, ainda inacabada. Pode até perdê-la sem estar concluída, caso uma ação que se arrasta há 20 anos tenha como decisão a retirada da cidade de Pacaraima (RR) da área da terra indígena São Marcos.

de EL PAÍS

Da Funai à Lava Jato, Romero Jucá coleciona escândalos e já perdeu ministério antes

Eleito senador pelo Estado de Roraima e ex-líder do Governo de Dilma e Lula na Casa, ele é alvo de inquéritos no Supremo Tribunal Federal decorrentes das apurações da Zelotes e da Lava Jato.

Comissão instalada vai discutir proposta sobre licença-maternidade, mas pode tornar mais rígida legislação sobre interrupção de gravidez. Presidente da Casa pediu celeridade aos líderes na indicação dos integrantes para o novo colegiado

Juízo na Cachola: Dicas para organizar babyliss, secadores e chapinhas.

ArnaldoAntunes e MarisaMonte Por 180 cartazes pra sair da fossa

| No dia 4 de outubro, Ives pediu ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a retirada de tramitação da Casa de 32 projetos de interesse da Justiça do Trabalho, no último dia 4. As propostas são para a criação de 100 varas da Justiça, contratação de seis mil servidores e de 200 juízes do trabalho |

de Poder

PF realiza operação no Senado e prende quatro policiais legislativos

A Folha apurou que a investigação nasceu a partir de informações fornecidas à PF, no âmbito do STF, por um policial legislativo. Ele contou que estavam sendo feitas varreduras eletrônicas anti-grampo telefônico em endereços fora do Senado. Pelas normas da Casa, as varreduras podem ser feitas nas dependências do Senado. O Ministério Público Federal no DF informou que o policial legislativo, que não foi identificado, fez um acordo de delação premiada.