Explore Comemorava Seu, Primeiro Meio e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Em 1872, quando o Brasil comemorava seu primeiro meio século como país independente, São Paulo era a 11ª cidade brasileira. Menor que Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Teresina. Em 1920, quando o Brasil já era República, São Paulo havia se transformado na segunda maior cidade do país, com seu meio milhão de habitantes. Maior só mesmo o Rio de Janeiro, capital federal. Mas a incipiente indústria estava concentrada em São Paulo, que oferecia aos olhos pasmos de seus visitantes e moradores os…

Em 1872, quando o Brasil comemorava seu primeiro meio século como país independente, São Paulo era a 11ª cidade brasileira. Menor que Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Teresina. Em 1920, quando o Brasil já era República, São Paulo havia se transformado na segunda maior cidade do país, com seu meio milhão de habitantes. Maior só mesmo o Rio de Janeiro, capital federal. Mas a incipiente indústria estava concentrada em São Paulo, que oferecia aos olhos pasmos de seus visitantes e moradores os…

O escritor, sociólogo e doutor em Ciência Política Jorge Caldeira traça em "Mauá: Empresário do Império" (Companhia das Letras, 1995) a trajetória de Irineu Evangelista de Souza (1813-1889), barão e mais tarde visconde de Mauá, considerado um dos empreendedores pioneiros do capitalismo no Brasil do século XIX. Além do projeto de iluminação a gás na cidade do Rio de Janeiro, foi responsável pela construção da ferrovia que ligou Santos e Rio Claro, atuou na indústria da fundição...

O escritor, sociólogo e doutor em Ciência Política Jorge Caldeira traça em "Mauá: Empresário do Império" (Companhia das Letras, 1995) a trajetória de Irineu Evangelista de Souza (1813-1889), barão e mais tarde visconde de Mauá, considerado um dos empreendedores pioneiros do capitalismo no Brasil do século XIX. Além do projeto de iluminação a gás na cidade do Rio de Janeiro, foi responsável pela construção da ferrovia que ligou Santos e Rio Claro, atuou na indústria da fundição...

'A presença portuguesa em São Paulo', livro da historiadora Sônia Maria de Freitas, reconstitui a saga dos imigrantes portugueses para o Estado de São Paulo. Com linguagem direta e abrangente, apresenta a história e a memória deste grupo étnico, de forma inédita, e traça um perfil da comunidade portuguesa nos dias atuais. Ilustrado com 200 fotografias de época, documentos, gráficos, tabelas, 38 biografias de personalidades do meio artístico e cultural, empresários, comerciantes, operários…

'A presença portuguesa em São Paulo', livro da historiadora Sônia Maria de Freitas, reconstitui a saga dos imigrantes portugueses para o Estado de São Paulo. Com linguagem direta e abrangente, apresenta a história e a memória deste grupo étnico, de forma inédita, e traça um perfil da comunidade portuguesa nos dias atuais. Ilustrado com 200 fotografias de época, documentos, gráficos, tabelas, 38 biografias de personalidades do meio artístico e cultural, empresários, comerciantes, operários…

A aventura nesta grande metrópole - é este o tema deste livro que traz cerca de 230 fotos de São Paulo, cobrindo um século de progresso e grandes transformações. Década a década, de 1860 a 1960, o livro documenta as mudanças de hábitos, costumes, vestuário. Mostra, por exemplo, desde a população simples com suas carroças na rua, quando São Paulo mais se parecia uma pequena vila rural, até a cidade efervescente dos revolucionários de 1924 a 1932, das massas humanas nas avenidas durante as…

A aventura nesta grande metrópole - é este o tema deste livro que traz cerca de 230 fotos de São Paulo, cobrindo um século de progresso e grandes transformações. Década a década, de 1860 a 1960, o livro documenta as mudanças de hábitos, costumes, vestuário. Mostra, por exemplo, desde a população simples com suas carroças na rua, quando São Paulo mais se parecia uma pequena vila rural, até a cidade efervescente dos revolucionários de 1924 a 1932, das massas humanas nas avenidas durante as…

'O caçador de pipas' conta a história de Amir, um afegão há muito imigrado para os Estados Unidos, que se vê obrigado a acertar as contas com o passado e retorna a seu país de origem. O ponto de partida do livro é a infância do protagonista, quando Cabul ainda não era a capital do país que foi invadido pela União Soviética, dominado pelos talibãs e subjugado pelos Estados Unidos.

'O caçador de pipas' conta a história de Amir, um afegão há muito imigrado para os Estados Unidos, que se vê obrigado a acertar as contas com o passado e retorna a seu país de origem. O ponto de partida do livro é a infância do protagonista, quando Cabul ainda não era a capital do país que foi invadido pela União Soviética, dominado pelos talibãs e subjugado pelos Estados Unidos.

Livro - Centralidade em São Paulo

Livro - Centralidade em São Paulo

Afonso Schmidt foi um dos escritores brasileiros de maior público entre as décadas de 1930 e 1960. Há quase trinta anos suas obras estavam ausentes nas livrarias. São Paulo de Meus Amores é uma reunião de crônicas saborosas sobre a cidade, originalmente lançada em 1954, nas comemorações dos 400 anos de São Paulo. O autor passeia por pormenores perdidos na história da cidade, como os túneis subterrâneos que comunicavam as igrejas, o primeiro apagão, o teatro do João Minhoca, o cão Cunegundes…

Afonso Schmidt foi um dos escritores brasileiros de maior público entre as décadas de 1930 e 1960. Há quase trinta anos suas obras estavam ausentes nas livrarias. São Paulo de Meus Amores é uma reunião de crônicas saborosas sobre a cidade, originalmente lançada em 1954, nas comemorações dos 400 anos de São Paulo. O autor passeia por pormenores perdidos na história da cidade, como os túneis subterrâneos que comunicavam as igrejas, o primeiro apagão, o teatro do João Minhoca, o cão Cunegundes…

Neste livro, o autor pretende mostrar como os negócios sociais passaram da teoria a uma prática adotada por diversas companhias, empreendedores e ativistas sociais na Ásia, América do Sul, Europa e Estados Unidos. Yunus procura demonstrar como esse tipo de negócio pode transformar vidas; oferece conselhos práticos para aqueles que querem criar seus próprios negócios sociais

Neste livro, o autor pretende mostrar como os negócios sociais passaram da teoria a uma prática adotada por diversas companhias, empreendedores e ativistas sociais na Ásia, América do Sul, Europa e Estados Unidos. Yunus procura demonstrar como esse tipo de negócio pode transformar vidas; oferece conselhos práticos para aqueles que querem criar seus próprios negócios sociais

SANTOS NETO, José Moraes do. História da óptica no Brasil. São Paulo: Códex, 2005.

SANTOS NETO, José Moraes do. História da óptica no Brasil. São Paulo: Códex, 2005.

Escrito para integrar o pavilhão que representou o Brasil na Exposição Industrial da Filadélfia, realizada em 1876, o livro é um apanhado estatístico, econômico e social da província de São Paulo. Sua importância reside no fato de mostrar o que era São Paulo na época, quando o eixo econômico da província mudava do Vale do Paraíba para o Oeste paulista, circunscrito à época à região de Campinas e Rio Claro.

Escrito para integrar o pavilhão que representou o Brasil na Exposição Industrial da Filadélfia, realizada em 1876, o livro é um apanhado estatístico, econômico e social da província de São Paulo. Sua importância reside no fato de mostrar o que era São Paulo na época, quando o eixo econômico da província mudava do Vale do Paraíba para o Oeste paulista, circunscrito à época à região de Campinas e Rio Claro.

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search