Explore these ideas and more!

Essa uva precisou mudar de nome, o que já faz sua história ser ainda mais interessante. Mas, interessante, mesmo, são seus vinhos! Conheça Friulano! Historicamente conhecida como Tocai, ou Tocai Friulano, e atualmente chamada apenas por Friulano, essa é a cepa que mais representa a região de Friuli Venezia Giulia.

Friulano

Essa uva precisou mudar de nome, o que já faz sua história ser ainda mais interessante. Mas, interessante, mesmo, são seus vinhos! Conheça Friulano! Historicamente conhecida como Tocai, ou Tocai Friulano, e atualmente chamada apenas por Friulano, essa é a cepa que mais representa a região de Friuli Venezia Giulia.

Seyval Blanc. A primeira informação importante a respeito dessa uva é que ela é uma uva híbrida. Vamos entender o que é isso... Quando cruzamos variedades de uva da mesma espécie, como por exemplo, Pinot Noir e Hermitage, que são da espécie Vitis vinifera, temos um cruzamento no verdadeiro sentido da palavra. No caso, a Pinotage. Mas, quando cruzamos uvas de espécies diferentes, por exemplo uma variedade da espécie Vitis vinifera com uma variedade da Vitis labrusca, o resultado é uma uva…

Seyval Blanc

Seyval Blanc. A primeira informação importante a respeito dessa uva é que ela é uma uva híbrida. Vamos entender o que é isso... Quando cruzamos variedades de uva da mesma espécie, como por exemplo, Pinot Noir e Hermitage, que são da espécie Vitis vinifera, temos um cruzamento no verdadeiro sentido da palavra. No caso, a Pinotage. Mas, quando cruzamos uvas de espécies diferentes, por exemplo uma variedade da espécie Vitis vinifera com uma variedade da Vitis labrusca, o resultado é uma uva…

Se você considera vinho da Alemanha sinônimo de vinho branco, precisa conhecer essa uva, capaz de produzir fantásticos tintos alemães! O nome dessa cepa varia muito conforme a localização, com vários sinônimos oficialmente reconhecidos, inclusive, pela OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho).

Lemberger

Se você considera vinho da Alemanha sinônimo de vinho branco, precisa conhecer essa uva, capaz de produzir fantásticos tintos alemães! O nome dessa cepa varia muito conforme a localização, com vários sinônimos oficialmente reconhecidos, inclusive, pela OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho).

Welschriesling. Você acha que não conhece essa uva, né? Continue a leitura, que talvez ela lhe seja mais familiar do que parece... Uva de nome estranho, à primeira vista, impronunciável, mas não é. Pense em duas palavras: Welsch + Riesling. Ficou mais fácil, certamente! E o que quer dizer esse nome? Welsh, em alemão, significa estrangeiro, e era a palavra usada no passado, para os alemães referirem-se aos povos romanos. Riesling, por sua vez, é o nome da uva emblemática da Alemanha!

Welschriesling

Welschriesling. Você acha que não conhece essa uva, né? Continue a leitura, que talvez ela lhe seja mais familiar do que parece... Uva de nome estranho, à primeira vista, impronunciável, mas não é. Pense em duas palavras: Welsch + Riesling. Ficou mais fácil, certamente! E o que quer dizer esse nome? Welsh, em alemão, significa estrangeiro, e era a palavra usada no passado, para os alemães referirem-se aos povos romanos. Riesling, por sua vez, é o nome da uva emblemática da Alemanha!

Para pronunciar o nome dessa uva, diga “falanguina”, e capriche no sotaque italiano...  Essa é uma cepa muito antiga, supostamente de origem grega. E, mesmo a OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho) não reconhecendo nenhum sinônimo oficial para seu nome, não é difícil encontrá-la sendo chamada de Falanghina Grega.

Falanghina

Para pronunciar o nome dessa uva, diga “falanguina”, e capriche no sotaque italiano... Essa é uma cepa muito antiga, supostamente de origem grega. E, mesmo a OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho) não reconhecendo nenhum sinônimo oficial para seu nome, não é difícil encontrá-la sendo chamada de Falanghina Grega.

Essa é uma uva que nos leva diretamente à bela Itália! Na verdade, existem duas versões distintas para a história da Gaglioppo. A primeira, mais tradicional, diz que essa uva chegou ao sul da Itália lá pelo século 4 a.C., trazida pelos gregos. Seu nome, inclusive, teria sido adaptado a partir da expressão grega “kalos podos”, ou “buon grappolo” em italiano, uma referência aos belos cachos dessa uva.

Gaglioppo

Essa é uma uva que nos leva diretamente à bela Itália! Na verdade, existem duas versões distintas para a história da Gaglioppo. A primeira, mais tradicional, diz que essa uva chegou ao sul da Itália lá pelo século 4 a.C., trazida pelos gregos. Seu nome, inclusive, teria sido adaptado a partir da expressão grega “kalos podos”, ou “buon grappolo” em italiano, uma referência aos belos cachos dessa uva.

Nome engraçado para uma uva. Traduzindo do italiano, pode significar grilo mesmo – o inseto, mas pode significar, também, em sentido figurativo, capricho. Será essa uva um capricho da natureza? Pode apostar que sim. Estudos de DNA mostraram que a Grillo é um cruzamento natural entre Catarrato Bianco e Muscat de Alexandria.

Grillo

Nome engraçado para uma uva. Traduzindo do italiano, pode significar grilo mesmo – o inseto, mas pode significar, também, em sentido figurativo, capricho. Será essa uva um capricho da natureza? Pode apostar que sim. Estudos de DNA mostraram que a Grillo é um cruzamento natural entre Catarrato Bianco e Muscat de Alexandria.

Primeiro a pronúncia! Diga “Chas-si-lá”. Agora, vamos à uva... Existem teorias que ela seria originária do Egito, ou então da comuna francesa chamada Chasselas, que fica na região da Borgonha. O fato é que Chasselas é uma cepa branca cultivada em toda a Europa Central, mas que encontrou sua casa e seu local de destaque, definitivamente, na Suíça, onde ela virou a uva emblemática do país!

Chasselas

Primeiro a pronúncia! Diga “Chas-si-lá”. Agora, vamos à uva... Existem teorias que ela seria originária do Egito, ou então da comuna francesa chamada Chasselas, que fica na região da Borgonha. O fato é que Chasselas é uma cepa branca cultivada em toda a Europa Central, mas que encontrou sua casa e seu local de destaque, definitivamente, na Suíça, onde ela virou a uva emblemática do país!

Essa é uma uva nativa da Itália. Na Sicília, chama-se Inzolia. Na Toscana, chama-se Ansonica. Atribui-se a origem da Inzolia à Sicília, maior ilha do Mediterrâneo, mas há estudiosos que tentam relacionar o nascimento da Inzolia à Grécia. E há quem afirme ser possível rastrear sua origem na Normandia. Não há consenso sobre o tema.

Inzolia

Essa é uma uva nativa da Itália. Na Sicília, chama-se Inzolia. Na Toscana, chama-se Ansonica. Atribui-se a origem da Inzolia à Sicília, maior ilha do Mediterrâneo, mas há estudiosos que tentam relacionar o nascimento da Inzolia à Grécia. E há quem afirme ser possível rastrear sua origem na Normandia. Não há consenso sobre o tema.

A pronúncia do nome dessa uva é fácil. Diga “assírtico”. E conhecê-la será um prazer, acredite! Essa é uma das melhores variedades brancas nativas da Grécia, e talvez a mais emblemática delas...

Assyrtiko

A pronúncia do nome dessa uva é fácil. Diga “assírtico”. E conhecê-la será um prazer, acredite! Essa é uma das melhores variedades brancas nativas da Grécia, e talvez a mais emblemática delas...

Essa uva, nativa da Espanha, é praticamente uma desconhecida dos amantes do vinho, apesar de ser íntima dos produtores espanhóis. Entenda o porquê. Trata-se de uma cepa bem antiga, que era conhecida como Lairén, nome que até hoje é usado na província espanhola de Córdoba. Ela aparece em uma obra intitulada Agricultura General, escrita em 1513 pelo agrônomo Gabriel Alonso de Herrera (1470-1539).

Airén

Essa uva, nativa da Espanha, é praticamente uma desconhecida dos amantes do vinho, apesar de ser íntima dos produtores espanhóis. Entenda o porquê. Trata-se de uma cepa bem antiga, que era conhecida como Lairén, nome que até hoje é usado na província espanhola de Córdoba. Ela aparece em uma obra intitulada Agricultura General, escrita em 1513 pelo agrônomo Gabriel Alonso de Herrera (1470-1539).

Essa uva foi criada em 1882, por Herman Müller, um suíço nascido em Thurgau (ou Turgóvia). Daí seu nome: Müller-Thurgau.

Müller-Thurgau

Essa uva foi criada em 1882, por Herman Müller, um suíço nascido em Thurgau (ou Turgóvia). Daí seu nome: Müller-Thurgau.

Quando o nome é diferente, nada como começar pela pronúncia, na nossa opinião. O nome dessa uva, Grüner Veltliner, se pronuncia “gruna velt-lina”. Agora, um pouco de história... Grüner Veltliner é a uva mais importante da Áustria, ocupando cerca de 1/3 de todos os vinhedos do país.

Grüner Veltliner

Quando o nome é diferente, nada como começar pela pronúncia, na nossa opinião. O nome dessa uva, Grüner Veltliner, se pronuncia “gruna velt-lina”. Agora, um pouco de história... Grüner Veltliner é a uva mais importante da Áustria, ocupando cerca de 1/3 de todos os vinhedos do país.

cepas

cepas

Se existe um nome estranho para uma uva, o nome é esse! Mas essa uva não tem nada de estranha, não!!! A etimologia, que estuda a origem e a evolução das palavras, não tem ainda uma explicação suficientemente convincente para esse nome, cujo significado é, ao pé da letra, cachorro vermelho.

Tinto Cão

Se existe um nome estranho para uma uva, o nome é esse! Mas essa uva não tem nada de estranha, não!!! A etimologia, que estuda a origem e a evolução das palavras, não tem ainda uma explicação suficientemente convincente para esse nome, cujo significado é, ao pé da letra, cachorro vermelho.

Ao lado da Macabeo e da Parellada, a Xarel-lo é uma das principais cepas utilizadas na produção de Cava, o famoso espumante espanhol. Dizem, inclusive, que é a uva de mais personalidade, dentre essas três.

Xarel-lo

Ao lado da Macabeo e da Parellada, a Xarel-lo é uma das principais cepas utilizadas na produção de Cava, o famoso espumante espanhol. Dizem, inclusive, que é a uva de mais personalidade, dentre essas três.

Pinterest
Search