Explore essas ideias e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

O consumo colaborativo sempre esteve presente na história da TECNISA. Ao longo de 34 anos, imprimimos como diferencial da marca a disposição de inovar continuamente em todas as áreas: seja na maneira de construir respeitando o meio ambiente, lançando novidades e facilidades nos empreendimentos e antecipando tendências.

O consumo colaborativo sempre esteve presente na história da TECNISA. Ao longo de 34 anos, imprimimos como diferencial da marca a disposição de inovar continuamente em todas as áreas: seja na maneira de construir respeitando o meio ambiente, lançando novidades e facilidades nos empreendimentos e antecipando tendências.

Directorio de Proyectos de consumo colaborativo

Directorio de Proyectos de consumo colaborativo

Em 2011 dois amigos indicaram uma palestra da Raquel Bostman no TED que falava sobre a tendência do Consumo Colaborativo. Não só achei tão interessante como virou tema do meu TCC e de uma amiga na faculdade. A partir daí venho querendo saber mais sobre todos os aspectos que influenciam e fazem com que modelos de negócios colaborativos façam sucesso e mudem comportamentos enraizados no hiperconsumismo.

Em 2011 dois amigos indicaram uma palestra da Raquel Bostman no TED que falava sobre a tendência do Consumo Colaborativo. Não só achei tão interessante como virou tema do meu TCC e de uma amiga na faculdade. A partir daí venho querendo saber mais sobre todos os aspectos que influenciam e fazem com que modelos de negócios colaborativos façam sucesso e mudem comportamentos enraizados no hiperconsumismo.

Consumo colaborativo...

Consumo colaborativo...

financiamento coletivo  No mundo comum, se você tem um projeto bem estruturado é natural que você faça uma apresentação adequada e saia em busca de quem possa patrocinar a sua ideia (banco, empresários, “paitrocínio”).  Esses modelos de financiamento podem ser demorados, desgastantes e difíceis de serem aprovados. Uma alternativa é convidar...

financiamento coletivo No mundo comum, se você tem um projeto bem estruturado é natural que você faça uma apresentação adequada e saia em busca de quem possa patrocinar a sua ideia (banco, empresários, “paitrocínio”). Esses modelos de financiamento podem ser demorados, desgastantes e difíceis de serem aprovados. Uma alternativa é convidar...

Economía colaborativa.- Equipos de trabajo #HangOut de @MeelowLab  - Puedes encontrar los resúmenes, presentaciones y adjuntos de todos los #Hangout y #Webinar  el Blog de @MeelowLab - http://www.meelowlab.com/

Economía colaborativa.- Equipos de trabajo #HangOut de @MeelowLab - Puedes encontrar los resúmenes, presentaciones y adjuntos de todos los #Hangout y #Webinar el Blog de @MeelowLab - http://www.meelowlab.com/

Ano Novo... novas experiências... consumo colaborativo!

Ano Novo... novas experiências... consumo colaborativo!

Prestes a completar um mês de nascimento, a plataforma Cidadera já registra no placar 698 problemas, sendo que 15 foram resolvidos, além de mais de dois mil protestos. Desenvolvida por estudantes e ex-alunos do Instituto de Ciências, Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a plataforma é destinada ao mapeamento colaborativo de problemas urbanos, tais como buracos nas ruas, entulho, mato alto e vazamento de água.

Prestes a completar um mês de nascimento, a plataforma Cidadera já registra no placar 698 problemas, sendo que 15 foram resolvidos, além de mais de dois mil protestos. Desenvolvida por estudantes e ex-alunos do Instituto de Ciências, Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP em São Carlos e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a plataforma é destinada ao mapeamento colaborativo de problemas urbanos, tais como buracos nas ruas, entulho, mato alto e vazamento de água.

Juntos.com.vc | Plataforma de financiamento coletivo de projetos

Juntos.com.vc | Plataforma de financiamento coletivo de projetos

La Economía del Bien Común es una teoría económica que nos habla de que las empresas y los consumidores deben tener una forma de relacionarse basada en criterios de bienestar para todos, fuera de antivalores como pueden ser la competitividad o el egoísmo, acercándose más a posturas relacionadas con la cooperación, la conciencia social y la honestidad.

La Economía del Bien Común es una teoría económica que nos habla de que las empresas y los consumidores deben tener una forma de relacionarse basada en criterios de bienestar para todos, fuera de antivalores como pueden ser la competitividad o el egoísmo, acercándose más a posturas relacionadas con la cooperación, la conciencia social y la honestidad.

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search