Explore Org António, Antonio Laranjeira e muito mais!

Nemesis by António Laranjeira

Nemesis by António Laranjeira

Nemesis by António Laranjeira on 500px

Nemesis by António Laranjeira on 500px

Amo Fernando Pessoa! Tenho tanto sentimento  Que é frequente persuadir-me   De que sou sentimental, Mas reconheço, ao medir-me, Que tudo isso é pensamento,  Que não senti afinal.     Temos, todos que vivemos,  Uma vida que é vivida  E outra vida que é pensada,  E a única vida que temos  É essa que é dividida   Entre a verdadeira e a errada.     Qual porém é a verdadeira  E qual errada, ninguém  Nos saberá explicar;  E vivemos de maneira  Que a vida que a gente tem   É a que tem que pensar…

Amo Fernando Pessoa! Tenho tanto sentimento Que é frequente persuadir-me De que sou sentimental, Mas reconheço, ao medir-me, Que tudo isso é pensamento, Que não senti afinal. Temos, todos que vivemos, Uma vida que é vivida E outra vida que é pensada, E a única vida que temos É essa que é dividida Entre a verdadeira e a errada. Qual porém é a verdadeira E qual errada, ninguém Nos saberá explicar; E vivemos de maneira Que a vida que a gente tem É a que tem que pensar…

Waiting for the boats (1892) - Marques de Oliveira (1853-1927)

Waiting for the boats (1892) - Marques de Oliveira (1853-1927)

Antonio Palolo (1946 -2000) | Untitled - 1972 |  Hard Edge Painting, Op Art

Antonio Palolo (1946 -2000) | Untitled - 1972 | Hard Edge Painting, Op Art

Pinterest
Pesquisar