Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore essas ideias e muito mais!

reminds me the jewelry of SeulGi Kwon !

Pimenta Jiquitaia Baniwa para corpo e alma

| out.2016 | Vira livro a história do cultivo feito exclusivamente pelas mulheres, dos usos do fruto na culinária e nos rituais dos índios Baniwa e, recentemente, da comercialização e conquistas no cenário gastronômico brasileiro.

Celtic Mistletoe Lore: Five days after the first new moon following the winter solstice, Druid priests cut mistletoe with a golden sickle from a special oak tree and had to catch the mistletoe before it hit ground. The plant was distributed among the people to hang over their doors for protection against evil in the coming year.

Análise: Urbanização rápida deu condições para avanço do ‘Aedes’ - Saúde

'Megalópoles são desprovidas de condições de saneamento; são cidades impermeabilizadas, sem política de captação da água'

Vintage botanical print - grass

Estamos sofrendo o transtorno de déficit de natureza

O escritor americano Richard Louv cunhou o termo transtorno de déficit de natureza para chamar a atenção para o conjunto de problemas físicos e mentais derivados de uma vida desconectada do mundo natural. Ele reúne pesquisas e argumentos para mostrar que o ser humano precisa de experiências na natureza. Segundo Louv, crianças em contato com a natureza melhoram o desempenho na escola e podem até reduzir os sintomas de distúrbio de déficit de atenção.

Drogas psicodélicas podem tratar Alzheimer e outras doenças mentais

De sobra, existem doenças. A depressão, por exemplo, afeta cerca de 350 milhões de pessoas no mundo. Destas, só 54% respondem ao primeiro tratamento e 30% não respondem a tratamento algum. Há 100 milhões de pessoas com depressão e sem chance de melhora, destaca Dráulio Barros de Araújo, professor titular do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Ele lidera alguns dos principais grupos do Brasil no estudo das propriedades terapêuticas da ayahuasca.

The Koru (or spiral) is the symbol of a fern frond unfurling (birth of life) to Maori, representing new beginnings.