Explore Madeireira, Bacia e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Madeireira no município de Uruará, onde se situam muitas das madeireiras que recebem madeira ilegalmente extraída da Terra do Meio | Localizada na Bacia do Rio Xingu, no sudoeste do Pará, entre os rios Xingu e Iriri, a Terra do Meio configura um corredor de oito milhões de hectares de áreas protegidas no coração da Amazônia, entre Terras Indígenas e Unidades de Conservação.

Madeireira no município de Uruará, onde se situam muitas das madeireiras que recebem madeira ilegalmente extraída da Terra do Meio | Localizada na Bacia do Rio Xingu, no sudoeste do Pará, entre os rios Xingu e Iriri, a Terra do Meio configura um corredor de oito milhões de hectares de áreas protegidas no coração da Amazônia, entre Terras Indígenas e Unidades de Conservação.

Greenpeace Brasil-Esta manhã ocupamos uma madeireira perto de Belém, no Pará, para denunciar a situação inaceitável em que se encontra o setor de madeira da Amazônia.

Greenpeace Brasil-Esta manhã ocupamos uma madeireira perto de Belém, no Pará, para denunciar a situação inaceitável em que se encontra o setor de madeira da Amazônia.

O mosaico de áreas protegidas da Terra do Meio, com aproximadamente 8,5 milhões de hectares, entre os rios Xingu e Iriri, abriga uma enorme diversidade socioambiental e é um importante elemento de proteção do território, que sofre intensa pressão de desmatamento, retirada de madeira ilegal, construção de estradas e hidrelétricas.

O mosaico de áreas protegidas da Terra do Meio, com aproximadamente 8,5 milhões de hectares, entre os rios Xingu e Iriri, abriga uma enorme diversidade socioambiental e é um importante elemento de proteção do território, que sofre intensa pressão de desmatamento, retirada de madeira ilegal, construção de estradas e hidrelétricas.

Rio de Janeiro  Brazil

Rio de Janeiro Brazil

Fotografias aéreas mostram incêndio florestal na Terra Indígena (TI) Arariboia, no Maranhão, onde vivem 12 mil Guajajaras e cerca de 80 indivíduos isolados do povo Awá-Guajá. O incêndio dura dois meses e é o maior já registrado em terras indígenas no Brasil. Cerca de 45% dos 413 mil hectares do território foram destruídos. A falta de uma política eficaz de proteção das terras indígenas permite o roubo de madeira e aumenta o risco de que incêndios como esse possam se repetir em outras…

Fotografias aéreas mostram incêndio florestal na Terra Indígena (TI) Arariboia, no Maranhão, onde vivem 12 mil Guajajaras e cerca de 80 indivíduos isolados do povo Awá-Guajá. O incêndio dura dois meses e é o maior já registrado em terras indígenas no Brasil. Cerca de 45% dos 413 mil hectares do território foram destruídos. A falta de uma política eficaz de proteção das terras indígenas permite o roubo de madeira e aumenta o risco de que incêndios como esse possam se repetir em outras…

2º Encontro Xingu+ reúne lideranças indígenas e de populações tradicionais do corredor de diversidade socioambiental da Bacia do Xingu, em Altamira (PA), para debater estratégias de proteção e buscar soluções frente aos seus desafios

2º Encontro Xingu+ reúne lideranças indígenas e de populações tradicionais do corredor de diversidade socioambiental da Bacia do Xingu, em Altamira (PA), para debater estratégias de proteção e buscar soluções frente aos seus desafios

Para refletir sobre os cenários socioambientais da região e formas de atuação, aconteceu uma conversa sobre a Campanha Y Ikatu Xingu. A Rede de Sementes do Xingu é um dos desdobramentos dessa campanha, lançada no ano de 2004, em Canarana-MT, com o objetivo de recuperar as nascentes do Rio Xingu. A pesquisadora Roseli Alves Sanches, que trabalhou na estruturação da e nos primeiros anos da Campanha, conduziu a conversa.

Para refletir sobre os cenários socioambientais da região e formas de atuação, aconteceu uma conversa sobre a Campanha Y Ikatu Xingu. A Rede de Sementes do Xingu é um dos desdobramentos dessa campanha, lançada no ano de 2004, em Canarana-MT, com o objetivo de recuperar as nascentes do Rio Xingu. A pesquisadora Roseli Alves Sanches, que trabalhou na estruturação da e nos primeiros anos da Campanha, conduziu a conversa.

Durante todo o ano de 2015, uma onda de violência e destruição fora de controle parece se irradiar do município de Buriticupu-MA. O centro nevrálgico da atividade madeireira no Maranhão, que já devastou praticamente a totalidade do território do município, continua operante e em expansão para os municípios vizinhos. Como as áreas dedicadas à agropecuária já não possuem mais madeiras de alto valor econômico, o foco de suas atenções agora são as unidades de conservação e as terras indígenas.

Durante todo o ano de 2015, uma onda de violência e destruição fora de controle parece se irradiar do município de Buriticupu-MA. O centro nevrálgico da atividade madeireira no Maranhão, que já devastou praticamente a totalidade do território do município, continua operante e em expansão para os municípios vizinhos. Como as áreas dedicadas à agropecuária já não possuem mais madeiras de alto valor econômico, o foco de suas atenções agora são as unidades de conservação e as terras indígenas.

O golpe de 1964 colheu o frade franciscano dando assistência religiosa aos moradores dos morros de Petrópolis (RJ). Lá chegara depois de uma trajetória iniciada no dia 14 de setembro de 1921, quando nasceu na colônia de Forquilhinha, região de Criciúma, em Santa Catarina. Teve 13 irmãos, quatro dos quais (três freiras e um padre) se dedicaram também à carreira religiosa —sendo Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança que morreu no terremoto do Haiti em 2010, a mais conhecida.

O golpe de 1964 colheu o frade franciscano dando assistência religiosa aos moradores dos morros de Petrópolis (RJ). Lá chegara depois de uma trajetória iniciada no dia 14 de setembro de 1921, quando nasceu na colônia de Forquilhinha, região de Criciúma, em Santa Catarina. Teve 13 irmãos, quatro dos quais (três freiras e um padre) se dedicaram também à carreira religiosa —sendo Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança que morreu no terremoto do Haiti em 2010, a mais conhecida.

4 | ELIANE BRUM (03.04.2017) | Quando peço para Bel abrir os armários da cozinha de sua casa, encontramos ali pilhas de latas de sardinha e de pacotes de miojo, assim como caixinhas de creme de leite e pudim instantâneo. No freezer, não há um único peixe. Apenas frango e carne de gado. Nada isso existia há bem poucos anos atrás.

No fim do mundo de Alice Juruna tem Peppa Pig

4 | ELIANE BRUM (03.04.2017) | Quando peço para Bel abrir os armários da cozinha de sua casa, encontramos ali pilhas de latas de sardinha e de pacotes de miojo, assim como caixinhas de creme de leite e pudim instantâneo. No freezer, não há um único peixe. Apenas frango e carne de gado. Nada isso existia há bem poucos anos atrás.

Pinterest
Pesquisar