Explore América Latina, Venezuela e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Opera Mundi - Com eleição de Macri, maior desafio do Mercosul hoje é unidade política, diz chanceler da Venezuela

Opera Mundi - Com eleição de Macri, maior desafio do Mercosul hoje é unidade política, diz chanceler da Venezuela

Angel Falls, Venezuela

Angel Falls, Venezuela

Opera Mundi - Lutar contra prisões em massa e pena de morte é lutar contra escravidão dos tempos modernos, diz Angela Davis

Opera Mundi - Lutar contra prisões em massa e pena de morte é lutar contra escravidão dos tempos modernos, diz Angela Davis

7. Quem está lutando contra quem? | A rebelião armada da oposição evoluiu significativamente desde suas origens. O número de membros da oposição moderada secular foi superado pelo de radicais e jihadistas - partidários da "guerra santa" islâmica. Entre eles estão o autointitulado Estado Islâmico e a Frente Nusra, afiliada à al-Qaeda.

Por que há uma guerra na Síria: 10 perguntas para entender o conflito

7. Quem está lutando contra quem? | A rebelião armada da oposição evoluiu significativamente desde suas origens. O número de membros da oposição moderada secular foi superado pelo de radicais e jihadistas - partidários da "guerra santa" islâmica. Entre eles estão o autointitulado Estado Islâmico e a Frente Nusra, afiliada à al-Qaeda.

Em 10 de março de 1959, milhares de tibetanos reúnem-se em revolta, cercando o palácio de verão do Dalai Lama no Tibet, em flagrante desafio às forças militares chinesas.  A ocupação do Tibet pela China havia começado cerca de uma década antes, em outubro de 1950, quando as tropas do Exército Popular de Libertação invadiram o país, apenas um ano depois que os comunistas liderados por Mao Tse Tung assumiram o controle total da China continental.

Em 10 de março de 1959, milhares de tibetanos reúnem-se em revolta, cercando o palácio de verão do Dalai Lama no Tibet, em flagrante desafio às forças militares chinesas. A ocupação do Tibet pela China havia começado cerca de uma década antes, em outubro de 1950, quando as tropas do Exército Popular de Libertação invadiram o país, apenas um ano depois que os comunistas liderados por Mao Tse Tung assumiram o controle total da China continental.

O movimento de resgatar a identidade quilombola não é restrito ao local, mas representa uma dinâmica de diversas comunidades no país, intensificado desde 2003, quando foi regulamentado o processo de demarcação das terras quilombolas pelo governo federal. Em sua maioria, as comunidades foram formadas por escravos que fugiram de fazendas de cacau e se estabeleceram nas margens do rio Amazonas. Hoje, os quilombolas que moram naqueles mesmos lugares vivem principalmente da subsistência.

O movimento de resgatar a identidade quilombola não é restrito ao local, mas representa uma dinâmica de diversas comunidades no país, intensificado desde 2003, quando foi regulamentado o processo de demarcação das terras quilombolas pelo governo federal. Em sua maioria, as comunidades foram formadas por escravos que fugiram de fazendas de cacau e se estabeleceram nas margens do rio Amazonas. Hoje, os quilombolas que moram naqueles mesmos lugares vivem principalmente da subsistência.

Barracas de vendas de redes no Mercado de Otavalo, Equador. O mundialmente famoso mercado de artes aos sábados é um dos mais bem conhecidos dos Andes. Os tecelões indígenas de vilas ao redor de Otavalo estão entre os mais talentosos do Equador, e ganharam reconhecimento e prosperidade a nível internacional.  No entanto, você pode comprar qualquer dia no mercado de artesanato da Praça dos Ponchos.  Fotógrafo: Jeroen Bartos, via Flickr.

Barracas de vendas de redes no Mercado de Otavalo, Equador. O mundialmente famoso mercado de artes aos sábados é um dos mais bem conhecidos dos Andes. Os tecelões indígenas de vilas ao redor de Otavalo estão entre os mais talentosos do Equador, e ganharam reconhecimento e prosperidade a nível internacional. No entanto, você pode comprar qualquer dia no mercado de artesanato da Praça dos Ponchos. Fotógrafo: Jeroen Bartos, via Flickr.

Os brasileiros João Osvaldo Leivas Job, Carlos Alberto Ponzi, Átila Rohrsetzer e Marco Aurélio da Silva Reis serão processados na Itália pelo assassinato do cidadão ítalo-argentino Lorenzo Vinãs Gigli, cometido durante o período de atuação da Operação Condor. O juiz Alessandro Arturi, do Tribunal de Roma, aceitou a denúncia do procurador Carlos Capaldo e fixou a primeira audiência para o dia 26 de fevereiro. Se condenados, os militares brasileiros podem pegar prisão perpétua.

Os brasileiros João Osvaldo Leivas Job, Carlos Alberto Ponzi, Átila Rohrsetzer e Marco Aurélio da Silva Reis serão processados na Itália pelo assassinato do cidadão ítalo-argentino Lorenzo Vinãs Gigli, cometido durante o período de atuação da Operação Condor. O juiz Alessandro Arturi, do Tribunal de Roma, aceitou a denúncia do procurador Carlos Capaldo e fixou a primeira audiência para o dia 26 de fevereiro. Se condenados, os militares brasileiros podem pegar prisão perpétua.

Cartagena de Indias, Colombia

Cartagena de Indias, Colombia

A cidade de São Paulo retificou, canalizou e tampou seus rios. Imagens antigas e atuais mostram como a paisagem foi transformada no entorno de alguns deles. Cidade de São Paulo tem mais de 200 rios; quantos você vê?

A cidade de São Paulo retificou, canalizou e tampou seus rios. Imagens antigas e atuais mostram como a paisagem foi transformada no entorno de alguns deles. Cidade de São Paulo tem mais de 200 rios; quantos você vê?

Pinterest
Pesquisar