| 20.04.2016 | A ação foi movida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo e pelo Ministério Público Federal em Caraguatatuba. Para os dois órgãos, o licenciamento ambiental estava sendo feito sem que fossem observadas as normas ambientais e de forma incompleta. Caso o Ibama e a Companhia Docas de São Sebastião não cumpram a sentença, a multa diária pode chegar a R$ 50 mil.

Justiça suspende licença prévia para ampliação do Porto de São Sebastião

MOBILE TIME - Plano Nacional de IoT vai priorizar agricultura, saúde e cidades inteligentes

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) determinou nesta quinta-feira, que a mudança do controle societário da Oi seja aprovada previamente pela Anatel. A decisão do juiz da Vara Empresarial, Fernando Viana, deferiu pedido da própria agência para

"O maior impacto não será na área de mineração, mas indireto. Haverá um influxo de pessoas que levará a mais desmatamento, mais retirada de madeira e mais incêndios", explica. "É uma visão muito simplista do governo de dizer que só uma área será afetada." "Fora que a mineração é altamente poluidora e tem poucos benefícios para a população local, vide a situação socioeconômica de Carajás", acrescenta Berenguer.

A polêmica decisão de Temer de abrir uma área gigante da Amazônia à mineração

"O maior impacto não será na área de mineração, mas indireto. Haverá um influxo de pessoas que levará a mais desmatamento, mais retirada de madeira e mais incêndios", explica. "É uma visão muito simplista do governo de dizer que só uma área será afetada." "Fora que a mineração é altamente poluidora e tem poucos benefícios para a população local, vide a situação socioeconômica de Carajás", acrescenta Berenguer.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Entre as populações tradicionais que podem ser afetadas pela mineração na área, estão os índios Wajãpi. Eles vivem em uma área parcialmente sobreposta a Renca, que se espalha por 607 mil hectares, de acordo com o decreto de homologação, contíguos ao Parque Nacional do Tumucumaque, no Amapá. Na região vivem mais de 1.220 índios da etnia, que faz parte do tronco linguístico Tupi-Guarani.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Entre as populações tradicionais que podem ser afetadas pela mineração na área, estão os índios Wajãpi. Eles vivem em uma área parcialmente sobreposta a Renca, que se espalha por 607 mil hectares, de acordo com o decreto de homologação, contíguos ao Parque Nacional do Tumucumaque, no Amapá. Na região vivem mais de 1.220 índios da etnia, que faz parte do tronco linguístico Tupi-Guarani.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Na imagem ativistas participam de protesto na praia da Ponta Negra, em Manaus, contra a abertura da Reserva Nacional do Cobre e Associados à mineração (Foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real)

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Na imagem ativistas participam de protesto na praia da Ponta Negra, em Manaus, contra a abertura da Reserva Nacional do Cobre e Associados à mineração (Foto: Alberto César Araújo/Amazônia Real)

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Quatro unidades de conservação estaduais, em que a mineração é permitida desde que ordenada e em acordo com a regulamentação nos seus respectivos decretos de criação e planos de manejo: Reserva Biológica Estadual Maicuru e a Floresta Estadual do Paru, ambas no Pará; Floresta Estadual do Amapá e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual do Rio Iratapuru, ambas no Amapá.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Quatro unidades de conservação estaduais, em que a mineração é permitida desde que ordenada e em acordo com a regulamentação nos seus respectivos decretos de criação e planos de manejo: Reserva Biológica Estadual Maicuru e a Floresta Estadual do Paru, ambas no Pará; Floresta Estadual do Amapá e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Estadual do Rio Iratapuru, ambas no Amapá.

Gerações Geraizeiras | O Cerrado brasileiro vem sofrendo uma forte degradação do bioma e um doloroso desrespeito contra os seus povos e comunidades tradicionais. “Gerações Geraizeiras” retrata o conflito entre o mega-latifúnfio “Condomínio Estrondo” e as comunidades geraizeiras no município de Formosa do Rio Preto, oeste baiano. Mostra a resistência das famílias geraizeiras contra a destruição ambiental e contra a grilagem dos territórios tradicionais das comunidades no alto Rio Preto.

Gerações Geraizeiras | O Cerrado brasileiro vem sofrendo uma forte degradação do bioma e um doloroso desrespeito contra os seus povos e comunidades tradicionais. “Gerações Geraizeiras” retrata o conflito entre o mega-latifúnfio “Condomínio Estrondo” e as comunidades geraizeiras no município de Formosa do Rio Preto, oeste baiano. Mostra a resistência das famílias geraizeiras contra a destruição ambiental e contra a grilagem dos territórios tradicionais das comunidades no alto Rio Preto.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Duas terras indígenas também estão sobrepostas à Renca: Rio Paru D´Este (PA) e Wajãpi (AP). A mineração em terra indígena não é autorizada, mas um Projeto de Lei de autoria do senador Romero Jucá (PMDB), que tramita no Congresso Nacional, poderá regulamentar a atividade. A mineração em terra indígena é tema polêmico, com apoiadores e críticos entre os próprios indígenas.

Governo Temer muda decreto da Renca na Amazônia, mas não convence | Duas terras indígenas também estão sobrepostas à Renca: Rio Paru D´Este (PA) e Wajãpi (AP). A mineração em terra indígena não é autorizada, mas um Projeto de Lei de autoria do senador Romero Jucá (PMDB), que tramita no Congresso Nacional, poderá regulamentar a atividade. A mineração em terra indígena é tema polêmico, com apoiadores e críticos entre os próprios indígenas.

“Só acrescenta informações que não seriam necessárias se neste país as leis funcionassem e se o Governo respeitasse as áreas protegidas e terras indígenas. É como o PL da Flona de Jamanxim. Temer vetou as MPs e mandou o projeto ao sabor da bancada ruralista e mandou tweet pra Gisele Bundchen dizendo que tinha vetado tudo. Agora mandou outro projeto dizendo que as UCs e TIs serão respeitadas e que não muda nada. Se seu governo não fosse uma ameaça ao meio ambiente, não precisaria ter feito…

“Só acrescenta informações que não seriam necessárias se neste país as leis funcionassem e se o Governo respeitasse as áreas protegidas e terras indígenas. É como o PL da Flona de Jamanxim. Temer vetou as MPs e mandou o projeto ao sabor da bancada ruralista e mandou tweet pra Gisele Bundchen dizendo que tinha vetado tudo. Agora mandou outro projeto dizendo que as UCs e TIs serão respeitadas e que não muda nada. Se seu governo não fosse uma ameaça ao meio ambiente, não precisaria ter feito…

Propaganda do sabonete Lifebuoy em 1946 que usa o termo "C.C' ou "cecê" que significa "cheiro de corpo".

Sabonete Lifebuoy (C.C.) - 1946

Propaganda do sabonete Lifebuoy em 1946 que usa o termo "C.C' ou "cecê" que significa "cheiro de corpo".

Pinterest
Pesquisar