Explore Coruja, Morte e muito mais!

Ah Puch (ou Yum Cimil), o senhor da morte, é o dirigente do nível mais profundo do Submundo e assume muitas formas diferentes: a de um esqueleto, a de um defunto inchado e com gangrena, ou de uma coruja.

Ah Puch (ou Yum Cimil), o senhor da morte, é o dirigente do nível mais profundo do Submundo e assume muitas formas diferentes: a de um esqueleto, a de um defunto inchado e com gangrena, ou de uma coruja.

No que restou das cidades maias,os arqueólogos encontraram vestígios de observatórios astronômicos,entre os quais o mais importante é o El caracol,na cidade de Chichén Itzá, praças de recreação,espaços para jogos de bola e uma bem elaborada infra-estrutura urbana.Nas esculturas,em estilo naturalista,chama atenção a profusão de elementos que se harmonizam com surpreendente senso de proporção. A serpente é a representação mais encontrada em ruínas de palácios, estádios e pirâmides....

No que restou das cidades maias,os arqueólogos encontraram vestígios de observatórios astronômicos,entre os quais o mais importante é o El caracol,na cidade de Chichén Itzá, praças de recreação,espaços para jogos de bola e uma bem elaborada infra-estrutura urbana.Nas esculturas,em estilo naturalista,chama atenção a profusão de elementos que se harmonizam com surpreendente senso de proporção. A serpente é a representação mais encontrada em ruínas de palácios, estádios e pirâmides....

escrita maia-Um fragmento de relatos contidos no Códex de Dresden.

escrita maia-Um fragmento de relatos contidos no Códex de Dresden.

A arquitetura maia tem caráter cerimonial, o que proporcionou o surgimento de estruturas suntuosas. As grandes plataformas eram feitas de pedras. As paredes, de terra batida e, depois, revestidas por pedra talhada ou argamassa. Os tetos tinham forma de falsa abóbada. Os exteriores de palácios e pirâmides apresentavam esculturas em suas decorações.

A arquitetura maia tem caráter cerimonial, o que proporcionou o surgimento de estruturas suntuosas. As grandes plataformas eram feitas de pedras. As paredes, de terra batida e, depois, revestidas por pedra talhada ou argamassa. Os tetos tinham forma de falsa abóbada. Os exteriores de palácios e pirâmides apresentavam esculturas em suas decorações.

Os maias foram responsáveis por invenções nas mais variadas áreas do conhecimento.

Os maias foram responsáveis por invenções nas mais variadas áreas do conhecimento.

Ah Puch ÁrvoreEquivalente- é o rei e Deus de Xibalbá, o inferno. Descrito como um esqueleto ou cadáver com um rosto de jaguar adornado com sinos, é o deus da morte. Tem como cabeça um crânio, e as costas nuas mostrando partes da coluna vertebral; se seu corpo está coberto de carne, ela aparece inchada e com círculos negros que sugerem a sua decomposição.

Ah Puch ÁrvoreEquivalente- é o rei e Deus de Xibalbá, o inferno. Descrito como um esqueleto ou cadáver com um rosto de jaguar adornado com sinos, é o deus da morte. Tem como cabeça um crânio, e as costas nuas mostrando partes da coluna vertebral; se seu corpo está coberto de carne, ela aparece inchada e com círculos negros que sugerem a sua decomposição.

Um aspecto surpreendente das grandes estruturas maias é a carência de muitas das tecnologias avançadas que poderiam parecer necessárias às suas construções. Não há notícia do uso de ferramentas de metal, guindastes ou veículos com rodas. A arquitectura maia requeria de resto muita força humana (ou outra), embora contasse com a abundância dos materiais utilizados (as pedras), facilmente disponíveis nos locais onde se fixaram.

Um aspecto surpreendente das grandes estruturas maias é a carência de muitas das tecnologias avançadas que poderiam parecer necessárias às suas construções. Não há notícia do uso de ferramentas de metal, guindastes ou veículos com rodas. A arquitectura maia requeria de resto muita força humana (ou outra), embora contasse com a abundância dos materiais utilizados (as pedras), facilmente disponíveis nos locais onde se fixaram.

(Cerâmica maia) A segunda profecia Maia anunciou que, o comportamento de toda a humanidade mudaria rapidamente, a partir do eclipse do sol em 11 de agosto de 1999. Naquele dia, vimos que um anel de fogo se recortava contra o céu. Foi um eclipse sem precedentes na história, pelo alinhamento em cruz cósmica, com o centro na Terra, de quase todos os planetas do sistema solar. Eles se posicionaram nos quatro signos do zodíaco, que são os signos dos quatro evangelistas.

(Cerâmica maia) A segunda profecia Maia anunciou que, o comportamento de toda a humanidade mudaria rapidamente, a partir do eclipse do sol em 11 de agosto de 1999. Naquele dia, vimos que um anel de fogo se recortava contra o céu. Foi um eclipse sem precedentes na história, pelo alinhamento em cruz cósmica, com o centro na Terra, de quase todos os planetas do sistema solar. Eles se posicionaram nos quatro signos do zodíaco, que são os signos dos quatro evangelistas.

Itzamna é um patriarca benigno, frequentemente ilustrado como um homem velho com olhos quadrados, um maxilar proeminente e um nariz com o bico de um falcão. As cerimônias do Novo Ano maia eram em honra de Itzamna, tal como o Templo da Cruz. localizado em Palenque.

Itzamna é um patriarca benigno, frequentemente ilustrado como um homem velho com olhos quadrados, um maxilar proeminente e um nariz com o bico de um falcão. As cerimônias do Novo Ano maia eram em honra de Itzamna, tal como o Templo da Cruz. localizado em Palenque.

Estela. Los mayas, Copán. -  Restos arqueológicos muito importantes são as chamadas estelas (os maias as chamam de tetún, ou "três pedras"), monólitos de proporções consideráveis que descrevem os governantes da época, sua genealogia, seus feitos de guerra e outros grandes eventos, gravados em caracteres hieroglíficos.

Estela. Los mayas, Copán. - Restos arqueológicos muito importantes são as chamadas estelas (os maias as chamam de tetún, ou "três pedras"), monólitos de proporções consideráveis que descrevem os governantes da época, sua genealogia, seus feitos de guerra e outros grandes eventos, gravados em caracteres hieroglíficos.

Pinterest
Pesquisar