Explore Campanhas, Catraca Livre e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Quando se fala em preservação de animais em extinção, as imagens mais comuns são a de Pandas e outros bichos “bonitinhos”. Não é comum ver campanhas que promovam, por exemplo, a defesa da Salamandra gigante da China.

Quando se fala em preservação de animais em extinção, as imagens mais comuns são a de Pandas e outros bichos “bonitinhos”. Não é comum ver campanhas que promovam, por exemplo, a defesa da Salamandra gigante da China.

As tartarugas-gigantes prosperavam em Galápagos, mas a caça por sua carne e a introdução de animais domésticos acabaram por dizimar sua população. Essa é a história do Solitário George (Chelonoidis (nigra) abingdonii), o último sobrevivente da Ilha de Pinta, considerado o animal mais raro do mundo. Ele é um símbolo da luta pela conservação e morreu no dia 24 de junho de 2012, no Centro de Criação e Reprodução de Tartarugas Gigantes de Puerto Ayora.

As tartarugas-gigantes prosperavam em Galápagos, mas a caça por sua carne e a introdução de animais domésticos acabaram por dizimar sua população. Essa é a história do Solitário George (Chelonoidis (nigra) abingdonii), o último sobrevivente da Ilha de Pinta, considerado o animal mais raro do mundo. Ele é um símbolo da luta pela conservação e morreu no dia 24 de junho de 2012, no Centro de Criação e Reprodução de Tartarugas Gigantes de Puerto Ayora.

brasil-extinção TAMANDUÁ-BANDEIRA É a maior das 4 espécies de tamanduás. Com sua dieta à base de formigas e cupins, o tamanduá-bandeira é encontrado na Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. É mais uma vítima do desmatamento, destinado principalmente à criação de gado. Crédito da imagem: Thinkstock

brasil-extinção TAMANDUÁ-BANDEIRA É a maior das 4 espécies de tamanduás. Com sua dieta à base de formigas e cupins, o tamanduá-bandeira é encontrado na Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. É mais uma vítima do desmatamento, destinado principalmente à criação de gado. Crédito da imagem: Thinkstock

filhotes de panda gigante em extinção

filhotes de panda gigante em extinção

Podendo chegar a 50 quilos e medir 1,2 metro de comprimento,  o tatu-canastra (Priodontes maximus) é o maior membro de sua família (Dasypodidae). Possui garras enormes que usa para cavar buracos em busca de formigas, cupins.  A espécie é visada por caçadores devido ao seu grande porte. O desmatamento é outra ameaça ao mamífero. Status na IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês): espécie vulnerável

Podendo chegar a 50 quilos e medir 1,2 metro de comprimento, o tatu-canastra (Priodontes maximus) é o maior membro de sua família (Dasypodidae). Possui garras enormes que usa para cavar buracos em busca de formigas, cupins. A espécie é visada por caçadores devido ao seu grande porte. O desmatamento é outra ameaça ao mamífero. Status na IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês): espécie vulnerável

Guepardos são um dos animais ameaçados de extinção que tem dificuldades de se reproduzir em cativeiro.

Guepardos são um dos animais ameaçados de extinção que tem dificuldades de se reproduzir em cativeiro.

tartaruga gigante animais em extinção

tartaruga gigante animais em extinção

Animais: Burro, Animal em vias de extinção

Animais: Burro, Animal em vias de extinção

Foto: Aaron MartinTambém conhecidos como uacari-de-cara-vermelha, ainda sabe-se pouco a respeito dessa espécie ameaçada de extinção que vive em florestas inundadas da Amazônia. A face, as orelhas e a genitália são desprovidas de pelos, e quando ameaçado ou irritado, sua face fica mais avermelhada.

Foto: Aaron MartinTambém conhecidos como uacari-de-cara-vermelha, ainda sabe-se pouco a respeito dessa espécie ameaçada de extinção que vive em florestas inundadas da Amazônia. A face, as orelhas e a genitália são desprovidas de pelos, e quando ameaçado ou irritado, sua face fica mais avermelhada.

Tigre-da-tasmânia (Thylacinus cynocephalus)O tigre-da-tasmânia era um marsupial (mesmo grupo dos cangurus) que vivia na Austrália, Nova Guiné e Tasmânia até a década de 1930. A perda de habitat e a introdução de cães domésticos ajudaram na diminuição da população. Biólogos, porém, apontam para a caça por fazendeiros, que visavam proteger seu rebanho, como a principal causa da extinção dos animais.

Tigre-da-tasmânia (Thylacinus cynocephalus)O tigre-da-tasmânia era um marsupial (mesmo grupo dos cangurus) que vivia na Austrália, Nova Guiné e Tasmânia até a década de 1930. A perda de habitat e a introdução de cães domésticos ajudaram na diminuição da população. Biólogos, porém, apontam para a caça por fazendeiros, que visavam proteger seu rebanho, como a principal causa da extinção dos animais.

Pinterest
Pesquisar