Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore Um Longo, Espuma Corpo e muito mais!

Simpática cervejinha austríaca de Treze Tílias. Cor, espuma, corpo, aroma, tudo muito equilibrado. Um malte claramente de caramelo e uma forte dose de lúpulo, como deve ser. Um longo e agradável retrogosto. Das melhores IPAs que tenho tomado ultimamente.

Alta fermentação, pouca espuma, pouco aroma, bem maltada, muito saborosa, achocolatada, um bom lúpulo e um longo retrogosto. Bem feitinha, honesta e gostosa.

Cremosa, ligeiramente bronzeada, carbonatação correta, corpo leve, saborosa, o malte valorizado discretamente pela jabuticaba, amarga como deve ser e com um longo retrogosto. Outra Bohemia bem feitinha.

Corpo leve, cor clara, uma belíssima espuma, aromática, aquele malte com gostinho de uva moscatel, que não sei o nome mas salva a dignidade da Bohemia lager, sendo esta aqui uma ale. O lúpulo, achei um pouco duro, mas marcante como deve ser, é claro. Um retrogosto longo. Acompanhou muito bem uma schublig, uma bock e um einsbein defumado. Não é a rainha das IPA, mas gostei.

Clara, cremosa, leve, ligeiramente aromática, um pouco turva, um malte meio trigo, meio cevada, meio milho, meio batata, lúpulo equilibrado, um bom e longo retrogosto. Apesar de caça niquel, é outra bem feitinha da família.

Wäls estilo tcheca. Cor bronzeada, muito cremosa, levemente encorpada, carbonatação adequada, textura muito agradável, doce, bem maltada e bastante lupulada, quase uma IPA (sem comprometer), e um longo retrogosto. Refrescante e muito agradável, para acompanhar pratos condimentados em dias de calor. Tem vários prêmios importantes e merecidos.

A IPA da cervejaria inglesa. A coloração é meio castanho, turva, não filtrada, pouco cremosa mas persistente, pouco carbonatada, aromática, tostada e seca, um conjunto agradável, não economiza no lúpulo, nem poderia, só que o malte quase desaparece. O retrogosto é longo, quase infinito. Uma IPA não muito sofisticada mas segura de sí.

Finalmente tomei esta Bakerloo de garrafa, já havia tomado duas como chopp. É uma Pale Ale não tão pale, ligeiramente turva, carbonatada, pouco cremosa por causa da temperatura, muito leve, quase uma session, com 4,5°. É carbonatada e refrescante, outra com aroma e sabor de moscatel só que com algo mais, o malte é delicado, é bem lupulada e com um longo retrogosto. Mais uma Container simpática e honesta.

Finalmente a última da Container, outra session com 4,2°, uma Blonde Ale com goiaba e açai. Espuma curta e efêmera, levemente aromática, cor castanho claro, turva, carbonatação média, bem seca, leve e muito refrescante. O malte é suave e o lúpulo, médio, é bem resolvido. O retrogosto é longo e agradável. Só não senti nem o sabor da goiaba e nem do açai, talvez um mel e um queimadinho. Pra matar a sede, ótima.

Criada pela Bohemia, produzida pela Wälls. Uma Stout bonita, session de 4,0 ABV, aromática, levemente encorpada, uma espuma cremosa e persistente, carbonatação suave, malte delicado, bem lupulada, longo retrogosto. Diz no rótulo que é temperada com chocolate, hortelã e casca de laranja. Não consegui perceber. Diz também que o IBU é de 22, duvido, deve passar fácil dos 50, parece uma Stout IPA e acompanhou muito bem uma costela de panela.