Explore José Lins, De Histórias e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

josé lins do rêgo - Pesquisa Google

josé lins do rêgo - Pesquisa Google

Machado de Assis. Gênio da literatura

Machado de Assis. Gênio da literatura

rubem fonseca - Pesquisa Google

rubem fonseca - Pesquisa Google

Augusto dos Anjos

Augusto dos Anjos

Pessoas incríveis juntas | Fernando Sabino e Clarice Lispector

Pessoas incríveis juntas | Fernando Sabino e Clarice Lispector

Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

Caetano Veloso, José Saramago e Jorge Amado, 1996. | Foto: Zelia Gattai, Acervo de Casa de Jorge Amado

Caetano Veloso, José Saramago e Jorge Amado, 1996. | Foto: Zelia Gattai, Acervo de Casa de Jorge Amado

Sergio-Casado17

Sergio-Casado17

Machado de Assis em 1890, no Rio de Janeiro, fotografado por Marc Ferrez. Bruxo do Cosme Velho. Homem do subterrâneo. Um mestre na periferia do capitalismo. São muitos os modos de se refererir a Machado de Assis. Negro pobre em 1800 no Rio de Janeiro, Poliglota! Embranqueceram ele em algumas propagandas e imagens por aí, como naquele comercial comédia da Caixa Econômica... Que inclusive teve que ser refeita depois. Joaquim Maria Machado de Assis, Salve

Machado de Assis em 1890, no Rio de Janeiro, fotografado por Marc Ferrez. Bruxo do Cosme Velho. Homem do subterrâneo. Um mestre na periferia do capitalismo. São muitos os modos de se refererir a Machado de Assis. Negro pobre em 1800 no Rio de Janeiro, Poliglota! Embranqueceram ele em algumas propagandas e imagens por aí, como naquele comercial comédia da Caixa Econômica... Que inclusive teve que ser refeita depois. Joaquim Maria Machado de Assis, Salve

SONETO DE FELICIDADE  De tudo, ao meu amor serei atento  Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto  Que mesmo em face do maior encanto  Dele se encante mais meu pensamento   Quero vivê-lo em cada vão momento  E em seu louvor hei de espalhar meu canto  E rir meu riso e derramar meu pranto  Ao seu pesar ou seu contentamento ... ...Eu possa lhe dizer do amor (que tive):  Que não seja imortal, posto que é chama  Mas que seja infinito enquanto dure.  vinicius de moraes

SONETO DE FELICIDADE De tudo, ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento Quero vivê-lo em cada vão momento E em seu louvor hei de espalhar meu canto E rir meu riso e derramar meu pranto Ao seu pesar ou seu contentamento ... ...Eu possa lhe dizer do amor (que tive): Que não seja imortal, posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure. vinicius de moraes

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Pesquisar