Explore Um Dia, Declive e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Hoje é dia de ser bom./ É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,/ de falar e de ouvir com mavioso tom,/ de abraçar toda a gente e de oferecer lembranças./ É dia de pensar nos outros – coitadinh...

Hoje é dia de ser bom./ É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,/ de falar e de ouvir com mavioso tom,/ de abraçar toda a gente e de oferecer lembranças./ É dia de pensar nos outros – coitadinh...

via a vida

via a vida

A actriz Eunice Munõz diz poemas de Florbela Espanca:   1. Amiga   2. De joelhos   3. Sem remédio   4. Fanatismo   5. O meu orgulho   6. Saudades   7. Ódio?   8. Versos de orgulho   9. Rústica   10. A um moribundo

A actriz Eunice Munõz diz poemas de Florbela Espanca: 1. Amiga 2. De joelhos 3. Sem remédio 4. Fanatismo 5. O meu orgulho 6. Saudades 7. Ódio? 8. Versos de orgulho 9. Rústica 10. A um moribundo

De mãos dadas

De mãos dadas

Tiago Bettencourt*- "Data" do disco "Tiago na toca e os Poetas" (2011) - YouTube

Tiago Bettencourt*- "Data" do disco "Tiago na toca e os Poetas" (2011) - YouTube

Florbela Espanca.

Florbela Espanca.

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto e a Perenidade da Literatura de Viagens

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto e a Perenidade da Literatura de Viagens

e não é?

e não é?

Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite.  Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre.  Porque alguém disse e eu concordo, que o tempo cura, que a mágoa passa, que decepção não mata, e que a vida sempre, sempre continua! (Simone de Beauvoir)

Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre. Porque alguém disse e eu concordo, que o tempo cura, que a mágoa passa, que decepção não mata, e que a vida sempre, sempre continua! (Simone de Beauvoir)

#RubemAlves

#RubemAlves

Pinterest
Pesquisar