Explore Outra Coisa, Beleza Real e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

“Então compreendi perfeitamente o que gerava a dor.  A dor era gerada pela sede insaciável do nada. Pois quando não se tinha o que queria sofria e quando conseguia almejava outra coisa para sofrer. E é por essa sede que os humanos consomem seus dias, pelos futuros que nunca virão ou que serão fadados quando chegarem. E a maior idiotice era perceber: eu também era um desses tais que nunca estava de barriga cheia.”  Fernando Pessoa

“Então compreendi perfeitamente o que gerava a dor. A dor era gerada pela sede insaciável do nada. Pois quando não se tinha o que queria sofria e quando conseguia almejava outra coisa para sofrer. E é por essa sede que os humanos consomem seus dias, pelos futuros que nunca virão ou que serão fadados quando chegarem. E a maior idiotice era perceber: eu também era um desses tais que nunca estava de barriga cheia.” Fernando Pessoa

Tu eras para mim como uma janela aberta ao horizonte. Mas da maneira que o sol se punha, crescia o medo dentro de mim. Tinha medo do teu amor. Confesso que por muitas vezes pensei em não ser possível ser feliz com outra pessoa. Tinha medo que quando chegasse a noite, você fugisse dos meus braços. Quando a lua aparecia sobre nós, me atrevia a pensar no pior. Lamento por esses sentimentos. E lhe digo por meio desta última carta, que meu amor embora tímido e assustado, era verdadeiro. Ribeiro…

Tu eras para mim como uma janela aberta ao horizonte. Mas da maneira que o sol se punha, crescia o medo dentro de mim. Tinha medo do teu amor. Confesso que por muitas vezes pensei em não ser possível ser feliz com outra pessoa. Tinha medo que quando chegasse a noite, você fugisse dos meus braços. Quando a lua aparecia sobre nós, me atrevia a pensar no pior. Lamento por esses sentimentos. E lhe digo por meio desta última carta, que meu amor embora tímido e assustado, era verdadeiro. Ribeiro…

Outra que foi adotada pela França: a dinamarquesa Anna Karina, que foi musa do diretor Jean-Luc Godard e tem a franjinha mais copiada pelas meninas descoladas

14 francesas estilosas pra comemorar a Queda da Bastilha

Outra que foi adotada pela França: a dinamarquesa Anna Karina, que foi musa do diretor Jean-Luc Godard e tem a franjinha mais copiada pelas meninas descoladas

this was in my face from birth to adolescence. the results, i must say, were superb. thanks, dad.

this was in my face from birth to adolescence. the results, i must say, were superb. thanks, dad.

“A fotografia é uma arte? Não há necessidade de descobrir se é uma arte. A arte é algo que está ultrapassado. É necessária outra coisa. É preciso ver trabalhar a luz. É a luz quem cria. Estou diant…

“A fotografia é uma arte? Não há necessidade de descobrir se é uma arte. A arte é algo que está ultrapassado. É necessária outra coisa. É preciso ver trabalhar a luz. É a luz quem cria. Estou diant…

Aqui mas do que mensagens você encontra inspiração para o dia a dia, motivos para mover sua vida .               Entrou por uma porta saiu pela outra , mas diferente disso fique e deixe seus pensamentos e sentimentos voarem como águias ... #mensagens #mensagens poeticas #poeticas

Aqui mas do que mensagens você encontra inspiração para o dia a dia, motivos para mover sua vida . Entrou por uma porta saiu pela outra , mas diferente disso fique e deixe seus pensamentos e sentimentos voarem como águias ... #mensagens #mensagens poeticas #poeticas

Era preciso desfazer este nó na garganta. Este nó que me tira o ar e me impele para desatinos românticos. Era preciso escrever-te esta outra carta para desfazer tal nó e confessar, mais uma vez, o quanto te amo e o quanto és importante para mim.  Era preciso dizer novamente, o quanto cada momento ao teu lado me faz bem. O quanto me traz de paz e até mesmo de saúde, pois ao teu lado o meu coração bate mais tranquilo e sossegado, mais feliz.  Meu amor, a saliva dos teus beijos sustenta-me. O…

Mensagens Especiais sobre Amor

Era preciso desfazer este nó na garganta. Este nó que me tira o ar e me impele para desatinos românticos. Era preciso escrever-te esta outra carta para desfazer tal nó e confessar, mais uma vez, o quanto te amo e o quanto és importante para mim. Era preciso dizer novamente, o quanto cada momento ao teu lado me faz bem. O quanto me traz de paz e até mesmo de saúde, pois ao teu lado o meu coração bate mais tranquilo e sossegado, mais feliz. Meu amor, a saliva dos teus beijos sustenta-me. O…

Pinterest
Pesquisar