Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore Tesouros Minerais, Minas Esbanjam e muito mais!

de casa.abril.com.br

CASA COR Minas 2015: Brasileiríssima e sustentável em 38 ambientes

Rodrigo Tozzi

Casulo por Bernardo Horta, Giulianno Camatta, Guilherme José e Pedro Lodi | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Closet por Sarah James | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Loft da Chef - Bianca da Hora | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Casa cor São Paulo | Um ambiente que teve um destaque grande foi o “Espaço Brasil de pau a pique” do arquiteto Roberto Migotto. Ele, sempre um artista, explorou muito a nossa brasilidade e criou um ambiente que reflete a flora brasileira. Os tons de verde e terrosos criam um espaço super contemporâneo. Destaque para as paredes de pau a pique produzidas com o barro e com o bambu e o painel atrás do sofá inspirado nas raízes de manguezais. Super original e brasileiro.

Suíte do Casal Ciclista por Bárbara Falqueto e Carolina Lage | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Sala de jantar contemporânea por Ana Carolina Matos | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Box 16 - Felipe Soares | Os 38 ambientes da 21ª edição da CASA COR Minas esbanjam brasilidade e sustentabilidade, as duas essências da mostra neste ano. Cores vivas fazem referência à nossa flora e nossa fauna, prestando homenagem às riquezas naturais do Brasil, como a mata, os rios e os tesouros minerais. Na parte estrutural, a inspiração vem das curvas modernas de Oscar Niemeyer.

Casa cor São Paulo | Um ambiente que teve um destaque grande foi o “Espaço Brasil de pau a pique” do arquiteto Roberto Migotto. Ele, sempre um artista, explorou muito a nossa brasilidade e criou um ambiente que reflete a flora brasileira. Os tons de verde e terrosos criam um espaço super contemporâneo. Destaque para as paredes de pau a pique produzidas com o barro e com o bambu e o painel atrás do sofá inspirado nas raízes de manguezais. Super original e brasileiro.