Explore Palavras De, Duas Cadeiras e muito mais!

Um jantar a sós Dois silêncios a dialogar O escuro a evidenciar velas acesas Falavam-me, o silêncio e as incertezas  A janela desenhava a lua e eu estrelas O silêncio nunca falou tanto por mim como agora Eu me perdi no meio do caminho e me sentei aqui entre um vaso e duas cadeiras vazias  Meu primeiro e último monólogo Um vazio de vazios Um preenchendo o outro  Lucas Vieira

Um jantar a sós Dois silêncios a dialogar O escuro a evidenciar velas acesas Falavam-me, o silêncio e as incertezas A janela desenhava a lua e eu estrelas O silêncio nunca falou tanto por mim como agora Eu me perdi no meio do caminho e me sentei aqui entre um vaso e duas cadeiras vazias Meu primeiro e último monólogo Um vazio de vazios Um preenchendo o outro Lucas Vieira

Um vazio dentro de mim. :   Não tenho forças sequer para chorar , de tão cansada…

Um vazio dentro de mim. : Não tenho forças sequer para chorar , de tão cansada…

Por que não desligar tudo e fazer uma hora de ioga?

Por que não desligar tudo e fazer uma hora de ioga?

Brígida Baltar, A coleta da neblina, 1998

Brígida Baltar, A coleta da neblina, 1998

Como seu próprio nome diz, o espaço negativo é uma técnica de criação onde um ou mais objetos dentro de espaços vazios, se encontram formando 2 cenários

Como seu próprio nome diz, o espaço negativo é uma técnica de criação onde um ou mais objetos dentro de espaços vazios, se encontram formando 2 cenários

Instituto Inhotim

Instituto Inhotim

Popularmente chamado de ‘espaço em branco’, o espaço negativo é (em síntese) o ‘fundo’ com uma função: Preencher e compor uma outra forma, um diferente significado, até mesmo de maneira complementar. O espaço negativo em si não existe sozinho, é sempre associado a um outra forma, coexistindo com o restante da arte. Um exemplo muito bem conhecido é o […]

Popularmente chamado de ‘espaço em branco’, o espaço negativo é (em síntese) o ‘fundo’ com uma função: Preencher e compor uma outra forma, um diferente significado, até mesmo de maneira complementar. O espaço negativo em si não existe sozinho, é sempre associado a um outra forma, coexistindo com o restante da arte. Um exemplo muito bem conhecido é o […]

o-ceu-e-a-prancheta-nas-ilustracoes-de-thomas-lamadieu (3)

o-ceu-e-a-prancheta-nas-ilustracoes-de-thomas-lamadieu (3)

Pahnl trabalha com stencil desde 2003 e resolveu compartilhar um pouco de conhecimento sobre como desenvolve o seu trabalho.    Cortar stencils não é um espetáculo, é trabalho solitário e muito interessante, mesmo para quem não é artista.    A pintura apresentada no vídeo é intitulada 'And I'm Not Going To Take This Anymore'  (E eu não vou mais agüentar isso). Fotos e mais detalhes sobre a peça podem ser encontrados em pahnl.co.uk /loja/anymore.php.

Pahnl trabalha com stencil desde 2003 e resolveu compartilhar um pouco de conhecimento sobre como desenvolve o seu trabalho. Cortar stencils não é um espetáculo, é trabalho solitário e muito interessante, mesmo para quem não é artista. A pintura apresentada no vídeo é intitulada 'And I'm Not Going To Take This Anymore' (E eu não vou mais agüentar isso). Fotos e mais detalhes sobre a peça podem ser encontrados em pahnl.co.uk /loja/anymore.php.

Thomas Lamadieu, Preenchendo Espaços no Céu

Thomas Lamadieu, Preenchendo Espaços no Céu

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search