Explore Folhear, Uma Viagem e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

"Terceira - Terra de Bravos". Daí o meu gosto, o meu espanto e o meu prazer ao folhear estas páginas. Prazer e gosto que tenho de vos passar porque transbordam e não se ficam. Hoje as fronteiras ainda são muitas e o desconhecimento contemporâneo enorme e profundo. Este livro é, por isso, um grande contributo para aquela cultura açórica, abrangente e sábia, que tarda em renovar-se. É uma viagem reconfortante. Francisco R. Maduro-Dias

"Estórias Açorianas". "Estórias açorianas" é uma colectânea de contos com temáticas açorianas. Costumes e comportamentos de gentes dos Açores, através de uma escrita que está na linha da grande tradição secular do humor e da visão poética dos nossos quotidianos.

"Ainda Há a Chuva a Cair". O tempo é inexorável, por isso tentamos jogar com ele, na medida em que nos faz contar, sentir, amar, recordar e, às vezes, ficar sem tempo e, então, em tempo de tanta seca, ainda há a chuva a cair, na poesia e nas vidraças das janelas da vida.

"Eu Depois Inventei o Resto". Helder Moura Pereira é um poeta que sabe aliar o rigor a uma enorme liberdade. Nos últimos livros, poder-se-á falar de um tom brincado, ancorado num coloquialismo, num certo tom de prosa, aspectos que acentuam, de outro modo, a sua riqueza especificamente poética.

"Obras" (4 Volumes) Sobre o Autor: Luís da Silva Ribeiro (Angra do Heroísmo, 4 de Dezembro de 1882 — Angra do Heroísmo, 24 de Fevereiro de 1955) foi um jurista, intelectual e político açoriano que se distinguiu como etnógrafo e animador do movimento cultural que levou à criação do Instituto Histórico da Ilha Terceira e das instituições equivalentes nos restantes antigos distritos dos Açores. É autor de uma extensa obra publicada(...) Disponível em: www.madeinazores.eu

"Da Anunciada". Na saga de gerações que moldaram as ilhas, a nobreza trava uma luta sem tréguas, enquanto o povo aprende a domar o impossível. Está para surgir um profundo mistério: longe do reino, colado à voz da natureza e às paixões humanas, ferozes e íntimas. É neste mundo urgente e novo que uma jovem enfrentará escolhas extremas, mergulhando nos segredos dos homens e no impressionante olhar de Deus...

"Baixo-Relevo". A poesia desta autora é de uma intensidade pouco habitual entre nós. Em Baixo-Relevo, podemos perguntar-nos: que raízes e caminhos abre a língua destes versos nas palavras do seu dizer? Que vozes e circunstâncias se acolhem no relevo de cada poema?

"Açores - Ilha-a-Ilha". Os Açores, nove pontos verdes na imensidão do Oceano Atlântico, são hoje considerados um dos melhores destinos para a observação de cetáceos a nível mundial. As límpidas águas dos seus mares, abundância de alimento, ausência de poluição à larga escala e a protecção legal dada aos cetáceos, tornam os Açores num verdadeiro santuário para 24 diferentes espécies.

"A Princesa do Povo". A Princesa do Povo não é um livro que assenta na fantasia, embora seja um livro repleto de fantasia, mas tem, sim, profundas raízes na realidade dos nossos dias e de todos os dias. Na verdade, ao mesmo tempo que nos transporta para um mundo de encantar, ao mesmo tempo que nos faz sonhar, também nos ensinam valores que andam, por vezes, esquecidos atualmente...” Ana Margarida Costa.

"No Fio da Vida - Uma Odisseia Açor-Americana". "Acabada a leitura, por mais conscientes que fiquemos de termos lido uma obra-prima, e por mais impressionados que nos deixe o percurso extraordinário do autor, não devemos pensar que estamos perante alguém que vai além de ser pessoa." - Daniel de Sá in Prefácio.

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search