Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore Livro Mentes, Várias Vezes e muito mais!

Você tem alguma mania que lhe causa grande incômodo e consome muito tempo de sua rotina? Preocupa-se excessivamente com limpeza ou organização, lava as mãos várias vezes ao dia...

Árvore de natal feita de livros!

90 sites para você ler e baixar livros de graça

90 sites para você ler e baixar livros de graça...

Livro - Histórias Extraordinárias

Livros Books,Livros Recomendáveis,Livro Histórias,Vamos Ler,Livraria,Sonhos,Imagens,Allan Poe,Edgar Allan

Quando você ouve a palavra "autismo" imagina uma criança estranha, isolada em seu próprio mundo, alheia a tudo e a todos? Ou lhe vem à mente uma criança...

Especialista em leitura da mente ensina fundamentos da linguagem corporal

A mente se manifesta no comportamento. O que pensamos aparece, em diferentes graus, nas reações do corpo, no exterior. Por isso, sustenta o sueco Henrik Fexeus no livro "A Arte de Ler Mentes", a leitura da mente não é um mito.

Acabei de ler esse livro, levada mais pela curiosidade, pois o mesmo foi retratado pela "Globo" como mini-série e qual não foi a minha surpresa, pois o mesmo é "espetacular". Se se pode dizer que uma narrativa é saborosa, é essa. Com tradução de "Drummond", fica ainda melhor ou perfeita. Recomendo. Um texto do século XVIII...ótimo!!!

Um Capricho Dos Deuses Sidney Sheldon

Peça de Shakespeare é encenada no Espaço Sesc

O Espaço Sesc apresenta entre os dias 10 de janeiro e 2 de fevereiro o espetáculo "Ricardo III", de William Shakespeare, com entrada a R$ 20.

Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, o escritor francês criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. —Antoine de Saint-Exupéry