Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo

Explore 2016 Batizado, Peças Autorais e muito mais!

O arquiteto pernambucano Osvaldo Tenório manteve em seu espaço na Casa Cor São Paulo 2016, batizado de "Sala do Apartamento", os piso e as paredes semi-descascadas originais do antigo ambulatório do Jockey Clube de São Paulo, o que resultou em uma decoração eclética em um espaço que contém mobiliário italiano, peças autorais de Tenório e obras de arte de diversos artistas, como o painel de jacarandá de Joaquim Tenreiro, considerado por muitos o pai do design brasileiro do século XX.

Clarisse Reade, Adriana Pereira e Carolina Reade realizam projetos de arquitetura de interiores e decoração em áreas comerciais e residenciais, misturando de diferentes estilos e materiais para criar ambientes leves e convidativos, como o "Estúdio do Casal", espaço do trio na Casa Cor São Paulo 2016. O ambiente é multiúso e tem o conforto como prioridade. O sentimento é reforçado pela presença do azul e pelo mobiliário aconchegante que mistura itens franceses e peças de design contemporâneo.

Apartamento de 45m² como divisória de vidro interessante

Apartamento de 45m² como divisória de vidro interessante - limaonagua

Casa Cor,Lar Center,Paulo 2016,House Color

30 apartamentos pequenos que vão te surpreender

06-apartamentos-pequenos-que-vao-te-surpreender

Boa noite amores!!! Com o lindo e acolhedor loft de campo de Paola Ribeiro na Casa Cor São Paulo 2016. . Foto Autoral . http://ift.tt/1PDZmBp Snapchat decorandoacasa #casacor #casacorsaopaulo #casacor30anos #casacoroficial #arch #architecture #arqdesign #arqdecor #arqlovers #decorlovers #designlifestyle #lifestyle #estilodevida #olioliteam #interiores #interiordesign #design #quarto #bedroom #quartodecasal

Apartamento de 45m² como divisória de vidro interessante

Apartamento de 45m² como divisória de vidro interessante - limaonagua

André Dutra, Marcela Pentrado e Kika Mattos são os arquitetos responsáveis pelo ambiente "Adega" da Casa Cor São Paulo 2016. Madeira e tijolos de concreto estão presentes nos nichos que organizam as garrafas de vinho enquanto as transformam em recurso visual. Um tapete de fios de seda, em degradê de cinza, ajuda a conferir profundidade ao pequeno espaço de apenas 13 m², idealizado com iluminação reduzida, tons sóbrios, móveis italianos e peças de antiquário.

Roberto Cimino e Nelson Amorim usam arquitetura, artes plásticas, cinema e teatro como inspiração para seus projetos e são os responsáveis pelo espaço "Hall e Biblioteca" da Casa Cor São Paulo 2016. O espaço promove o encontro entre o mobiliário eclético, com peças dos anos 1950 e 60, e objetos de decoração cheios de brasilidade, como os artesanatos indígenas, o papel de parede tropical e o lustre que remete a folhas de planta, tudo valorizado por um piso de carvalho descolorido.

A tradicional arquitetura japonesa dá o tom da "Unidade Shoji 04", da Yamagata Arquitetura, especialmente na estrutura dos shojis, painéis ou portas de correr em madeira e papel translúcido. O branco predomina neste espaço da Casa Cor São Paulo 2016, principalmente nas lajes de concreto e nas paredes do Jockey Clube de São Paulo patinadas pela ação do tempo, que contrastam com madeira clara, mármore e metal. O objetivo é criar paz e calmaria em um ambiente ergonômico e sustentável.