Explore Diversos Estudos, Estudos Científicos e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Estudos não comprovam que ingerir placenta causa benefícios para mães  A placenta é formada por tecidos dos óvulos e é responsável por manter o bebê vivo dentro da barriga da mãe. De lá, a criança tira os nutrientes e oxigênio para respirar. Além disso, o órgão também libera hormônios como a progesterona e o estrogênio. De acordo com diversos estudos científicos, a placenta é rica em ferro, vitaminas B6 e E, e ocitocina, componente importante na produção de leite e na recuperação do útero…

Estudos não comprovam que ingerir placenta causa benefícios para mães A placenta é formada por tecidos dos óvulos e é responsável por manter o bebê vivo dentro da barriga da mãe. De lá, a criança tira os nutrientes e oxigênio para respirar. Além disso, o órgão também libera hormônios como a progesterona e o estrogênio. De acordo com diversos estudos científicos, a placenta é rica em ferro, vitaminas B6 e E, e ocitocina, componente importante na produção de leite e na recuperação do útero…

Acelerador de partículas brasileiro fará estudos na área de saúde  Entre os aceleradores de partículas em construção no mundo, apenas o Sirius, do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas (SP), e o Max IV, na Suécia, terão resolução capaz de identificar estruturas de células complexas como as de mamíferos, entre outras possibilidades de pesquisa em diversos campos.

Acelerador de partículas brasileiro fará estudos na área de saúde Entre os aceleradores de partículas em construção no mundo, apenas o Sirius, do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas (SP), e o Max IV, na Suécia, terão resolução capaz de identificar estruturas de células complexas como as de mamíferos, entre outras possibilidades de pesquisa em diversos campos.

Fungo descoberto em castanheiras pode ter atividade bactericida

Fungo descoberto em castanheiras pode ter atividade bactericida

Cirurgia bariátrica elimina compulsão por doces

Cirurgia bariátrica elimina compulsão por doces

Álcool com energético tem o mesmo efeito que cocaína  Quando o energético é tomado com álcool ainda durante a adolescência, o centro de recompensas do cérebro é alterado – e os jovens sentem mais dificuldade em lidar com substâncias prazerosas. Os efeitos podem durar até a vida adulta

Álcool com energético tem o mesmo efeito que cocaína Quando o energético é tomado com álcool ainda durante a adolescência, o centro de recompensas do cérebro é alterado – e os jovens sentem mais dificuldade em lidar com substâncias prazerosas. Os efeitos podem durar até a vida adulta

Farmacêutica Curiosa: E-books

Farmacêutica Curiosa: E-books

Aumento de Síndrome de Guillain Barré e anomalias congênitas em áreas com zika leva OPAS/OMS a enviar atualização epidemiológica

Aumento de Síndrome de Guillain Barré e anomalias congênitas em áreas com zika leva OPAS/OMS a enviar atualização epidemiológica

Pesquisa revela que antibióticos têm menos eficiência depois de sessões de quimioterapia e cirurgias

Pesquisa revela que antibióticos têm menos eficiência depois de sessões de quimioterapia e cirurgias

Bulário da Farmacêutica Curiosa: ACETAZOLAMIDA (Diamox) Referência: diamox (União Química) Similar: Zolamox (Cazi)  Ações terapêuticas: Antiglaucomatoso, anticonvulsivo.  Propriedades: É um derivado de sulfamida não bacteriostático. A inibição da enzima anidrase carbônica diminui a formação de íons hidrogênio e bicarbonato, a partir do dióxido de carbono e água, e reduz a disponibilidade destes íons para o transporte ativo. Reduz a concentração plasmática de bicarbonato e aumenta a…

Bulário da Farmacêutica Curiosa: ACETAZOLAMIDA (Diamox) Referência: diamox (União Química) Similar: Zolamox (Cazi) Ações terapêuticas: Antiglaucomatoso, anticonvulsivo. Propriedades: É um derivado de sulfamida não bacteriostático. A inibição da enzima anidrase carbônica diminui a formação de íons hidrogênio e bicarbonato, a partir do dióxido de carbono e água, e reduz a disponibilidade destes íons para o transporte ativo. Reduz a concentração plasmática de bicarbonato e aumenta a…

Novo método permite editar o genoma do parasita causador da doença de Chagas Técnicas que permitem manipular o genoma de parasitas causadores de doenças – para, por exemplo, inibir a expressão de proteínas e investigar sua função – têm sido amplamente empregadas pelos cientistas na tentativa de identificar alvos para o desenvolvimento de fármacos

Novo método permite editar o genoma do parasita causador da doença de Chagas Técnicas que permitem manipular o genoma de parasitas causadores de doenças – para, por exemplo, inibir a expressão de proteínas e investigar sua função – têm sido amplamente empregadas pelos cientistas na tentativa de identificar alvos para o desenvolvimento de fármacos

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search