Explore Quem Admiro, Posso Ficar e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

[...] A energia voltou assim q desentupiram as artérias e puseram os stents. É impressionante. Estou melhor do q nunca. Acabaram a dor e o cansaço. Tenho muito fôlego. Faço esportes desde os 7. Em 1958 comecei o tai chi. Até hoje fico nas bases, o tigre, a cegonha, o cavalo, a águia. Posso ficar horas vendo TV fazendo bases. Graças a Lao-Tse, pai do taoismo. Mas tem tb o Sun-tzu.  Ele dizia q o ser humano já nasce malvado. Cresce, e fica pior.  Os bons se nutrem do q os malvados produzem [..

[...] A energia voltou assim q desentupiram as artérias e puseram os stents. É impressionante. Estou melhor do q nunca. Acabaram a dor e o cansaço. Tenho muito fôlego. Faço esportes desde os 7. Em 1958 comecei o tai chi. Até hoje fico nas bases, o tigre, a cegonha, o cavalo, a águia. Posso ficar horas vendo TV fazendo bases. Graças a Lao-Tse, pai do taoismo. Mas tem tb o Sun-tzu. Ele dizia q o ser humano já nasce malvado. Cresce, e fica pior. Os bons se nutrem do q os malvados produzem [..

Mônicka Christi, Carioca, natural do /RJ. Pedagoga, Artista Plástica,Escritora, Poetisa, Compositora, membro UBE-União Brasileira d Escritoras, REBRA-Rede d Escritoras Brasileiras e POETAS DEL MUNDO; Radialista, Apresentadora do programa  entrevistas e variedades MULHER BRASILEIRA(2ª a 6ª /9h às 11h) na Rádio RJ 1400-AM.Participou d várias antologias no Brasil,Portugal, França,Argentina,Espanha. Tem trabalhos no prelo, além d artigos em revistas, jornais e participar d trabalhos em…

Mônicka Christi, Carioca, natural do /RJ. Pedagoga, Artista Plástica,Escritora, Poetisa, Compositora, membro UBE-União Brasileira d Escritoras, REBRA-Rede d Escritoras Brasileiras e POETAS DEL MUNDO; Radialista, Apresentadora do programa entrevistas e variedades MULHER BRASILEIRA(2ª a 6ª /9h às 11h) na Rádio RJ 1400-AM.Participou d várias antologias no Brasil,Portugal, França,Argentina,Espanha. Tem trabalhos no prelo, além d artigos em revistas, jornais e participar d trabalhos em…

Essa entrevista foi realizada em 2008, durante uma das edições do finado ENE e publicada no também finado Diário de Natal. É a primeira da série RECORDAR, que pretendo publicar aos sábados, neste substantivo, com alguns textos meus que consegui pinçar no limbo da internet. Muita coisa boa se perdeu, mas tem uma coisa ou outra de valor. Segue essa primeira entrevista. Espero que gostem. O poeta do banal Entrevistar Luis Fernando Veríssimo é tarefa difícil. O cronista-romancista-poeta-músico…

Essa entrevista foi realizada em 2008, durante uma das edições do finado ENE e publicada no também finado Diário de Natal. É a primeira da série RECORDAR, que pretendo publicar aos sábados, neste substantivo, com alguns textos meus que consegui pinçar no limbo da internet. Muita coisa boa se perdeu, mas tem uma coisa ou outra de valor. Segue essa primeira entrevista. Espero que gostem. O poeta do banal Entrevistar Luis Fernando Veríssimo é tarefa difícil. O cronista-romancista-poeta-músico…

2 de fevereiro de 2016 às 21:09 ·  WordPress  ·  "Existe uma vitalidade, uma força de vida, uma energia, uma vivacidade que é traduzida pelas suas ações, e como há e sempre haverá apenas um de você, esta expressão é única." (Martha Graham)

2 de fevereiro de 2016 às 21:09 · WordPress · "Existe uma vitalidade, uma força de vida, uma energia, uma vivacidade que é traduzida pelas suas ações, e como há e sempre haverá apenas um de você, esta expressão é única." (Martha Graham)

Ah Recife, Recife, non possidebis ossa mea! Nem os ossos nem o busto Que me adianta um busto depois de eu morto? Depois de morto não me interesserá senão, se possível, Um cantinho no céu, "Se o não sonharam", como disse o meu querido João de Deus, Recife.  Manuel Bandeira (1886-1968)  Mais sobre Manuel Bandeira em http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_Bandeira

Ah Recife, Recife, non possidebis ossa mea! Nem os ossos nem o busto Que me adianta um busto depois de eu morto? Depois de morto não me interesserá senão, se possível, Um cantinho no céu, "Se o não sonharam", como disse o meu querido João de Deus, Recife. Manuel Bandeira (1886-1968) Mais sobre Manuel Bandeira em http://pt.wikipedia.org/wiki/Manuel_Bandeira

"RENOVAÇÃO" "Corra o risco de ser considerado louco, vá visitar os ipês e diga- lhes que eles tornam seu mundo mais belo.  Eles nem o ouvirão e não responderão, estão muito ocupados com o tempo de amar, que é tão curto.  Quem sabe acontecerá com você o que aconteceu com Moisés e sentirá que ali resplandece a glória divina." (Rubem Alves)

"RENOVAÇÃO" "Corra o risco de ser considerado louco, vá visitar os ipês e diga- lhes que eles tornam seu mundo mais belo. Eles nem o ouvirão e não responderão, estão muito ocupados com o tempo de amar, que é tão curto. Quem sabe acontecerá com você o que aconteceu com Moisés e sentirá que ali resplandece a glória divina." (Rubem Alves)

"Com a direita, eu não me senti traído... Eu sabia qual era a regra do jogo. Na hora em q uma esquerda sobe ao poder, sob a égide 'vamos mudar', e faz a mesma coisa, entra nessa equação um sentimento d traição imperdoável..." + "Não tem outro jeito. Tem q ter uma fratura exposta mesmo. A gente passou por um terremoto, mas tá vindo um tsunami, meu irmão. E esse tsunami não vai acabar nem tão cedo. Não reconheço este governo q está aí, mas tb não reconheço o q estava.  A coisa [corrupção] é…

"Com a direita, eu não me senti traído... Eu sabia qual era a regra do jogo. Na hora em q uma esquerda sobe ao poder, sob a égide 'vamos mudar', e faz a mesma coisa, entra nessa equação um sentimento d traição imperdoável..." + "Não tem outro jeito. Tem q ter uma fratura exposta mesmo. A gente passou por um terremoto, mas tá vindo um tsunami, meu irmão. E esse tsunami não vai acabar nem tão cedo. Não reconheço este governo q está aí, mas tb não reconheço o q estava. A coisa [corrupção] é…

Revista Cerrado Cultural: CORDEL DO ARMAGEDOM  (7/7/1977)   Belo! Poema apresentado em Brasília, no Festival Nacional de Cordelistas e Poetas Repentistas(1980) e gravado em entrevista pela antropóloga Silvie Raynal da Universidade de Sorbonne( Paris), em Brasília, agosto de 1980

Revista Cerrado Cultural: CORDEL DO ARMAGEDOM (7/7/1977) Belo! Poema apresentado em Brasília, no Festival Nacional de Cordelistas e Poetas Repentistas(1980) e gravado em entrevista pela antropóloga Silvie Raynal da Universidade de Sorbonne( Paris), em Brasília, agosto de 1980

9 melhores poemas de Fernando Pessoa: escolha uma imagem e saiba qual é o seu

9 melhores poemas de Fernando Pessoa: escolha uma imagem e saiba qual é o seu

O psiquiatra Flávio Gikovate fala sobre as angústias da elite que frequenta seu consultório e o estresse do mundo moderno

O psiquiatra Flávio Gikovate fala sobre as angústias da elite que frequenta seu consultório e o estresse do mundo moderno

Pinterest • O catálogo de ideias do mundo todo
Search