Explore Santa Luzia, Igreja e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Pintura de  Pieter Godfred Bertichem, 1856. Santa Casa. Na praia, vê-se, à esquerda, a Igreja de Santa Luzia.  http://historiasemonumentos.blogspot.com.br/2014/10/santa-casa-da-misericordia-do-rio.html

Pintura de Pieter Godfred Bertichem, 1856. Santa Casa. Na praia, vê-se, à esquerda, a Igreja de Santa Luzia. http://historiasemonumentos.blogspot.com.br/2014/10/santa-casa-da-misericordia-do-rio.html

Rio de Janeiro ao lado da Terra Morro do Senado As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas publicadas avulsas em Paris pela…

Rio de Janeiro ao lado da Terra Morro do Senado As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas publicadas avulsas em Paris pela…

Estrada de São Paulo pelo caminho do Rio de Janeiro Aquarela de Jean-Baptiste Debret, 1827.  Da direita para a esquerda, ainda sem a torre, a igreja do Carmo ainda existente e datada de 1682, mais a igreja da Ordem e o convento demolidos nos anos da década de 1920. No lugar do conjunto demolido  hoje se encontra o prédio do PoupaTempo ou Secretaria da Fazenda.

Estrada de São Paulo pelo caminho do Rio de Janeiro Aquarela de Jean-Baptiste Debret, 1827. Da direita para a esquerda, ainda sem a torre, a igreja do Carmo ainda existente e datada de 1682, mais a igreja da Ordem e o convento demolidos nos anos da década de 1920. No lugar do conjunto demolido hoje se encontra o prédio do PoupaTempo ou Secretaria da Fazenda.

Rio de Janeiro, A prainha (da Saúde) As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas publicadas avulsas em Paris pela Casa Lemercier…

Rio de Janeiro, A prainha (da Saúde) As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas publicadas avulsas em Paris pela Casa Lemercier…

Debret, Jean-Baptiste. Entrada de São Paulo pelo caminho do Rio de Janeiro, 1827

Debret, Jean-Baptiste. Entrada de São Paulo pelo caminho do Rio de Janeiro, 1827

Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas…

Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas…

Igreja de N. Senhora da Glória. Rio de Jairo, Brasil

Igreja de N. Senhora da Glória. Rio de Jairo, Brasil

Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas…

Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras As maioresgravuras do Rio de Janeiro realizadas na França, na transição da pintura para a fotografia Eugène Cicéri/ Philippe Benoist/ Lemercier Rio de Janeiro da Ilha das Cobras Duas litografias coloridas à mão coladas juntas. 44 x 140 Cm; 1852 Talvez a mais ambiciosa iniciativa em matéria de litografia europeia sobre o Rio de janeiro em meados do século xIx seja a série de treze grandes gravuras panorâmicas…

Escola Militar no Rio de Janeiro (Fotografia de Eduardo Bezerra, 1888 ...

Escola Militar no Rio de Janeiro (Fotografia de Eduardo Bezerra, 1888 ...

- O nome completo da arquiduquesa, a 1ª imperatriz do Brasil, era Carolina Josefa Leopoldina Francisca Fernanda de Habsburgo-Lorena, como informa o biógrafo e grande estudioso de sua vida, Carlos H. Oberacker Jr, na obra "A Imperatriz Leopoldina: Sua Vida e Sua Época.", confirmado pela obra "Cartas de uma Imperatriz", de Bettina Kann e outros autores. No Brasil, ela passou a assinar somente Leopoldina, ou o pré-nome Maria, como pode ser visto no seu Juramento à Constituição do Brasil.

- O nome completo da arquiduquesa, a 1ª imperatriz do Brasil, era Carolina Josefa Leopoldina Francisca Fernanda de Habsburgo-Lorena, como informa o biógrafo e grande estudioso de sua vida, Carlos H. Oberacker Jr, na obra "A Imperatriz Leopoldina: Sua Vida e Sua Época.", confirmado pela obra "Cartas de uma Imperatriz", de Bettina Kann e outros autores. No Brasil, ela passou a assinar somente Leopoldina, ou o pré-nome Maria, como pode ser visto no seu Juramento à Constituição do Brasil.

Pinterest
Pesquisar