Explore Certeza Não, Lembrar e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Hoje fui buscar um amigo.  Ele ainda não sabe, mas eu tenho certeza.  Não o superestimo e sei que nossa amizade depende muito mais de mim do que dele.  É do tipo que guarda cada momento, cada ideia, cada palavra.  E quando eu menos me lembrar do passado sei que ele estará lá:  Iluminando a minha memória e contribuindo para o meu desenvolver reflexivo.  À medida que vou mostrando o meu ponto de vista ele perde esse vazio triste que hoje o domina e,  aos poucos, se torna a essência sem con...

Hoje fui buscar um amigo. Ele ainda não sabe, mas eu tenho certeza. Não o superestimo e sei que nossa amizade depende muito mais de mim do que dele. É do tipo que guarda cada momento, cada ideia, cada palavra. E quando eu menos me lembrar do passado sei que ele estará lá: Iluminando a minha memória e contribuindo para o meu desenvolver reflexivo. À medida que vou mostrando o meu ponto de vista ele perde esse vazio triste que hoje o domina e, aos poucos, se torna a essência sem con...

a great dinner! bem-estar!

a great dinner! bem-estar!

Você quer entrar mas a porta está fechada  A janela também  Até as cortinas  Não quero te ver  Já tem quem te substitua aqui  Não tão quente como você, mas quebra o galho  Sei que isso me faz mal e que se traduz num completo desperdício  Mas mudar o hábito é difícil  Ei, não se zangue, não desista, não vá embora…  Luz do sol.  (NR)

Você quer entrar mas a porta está fechada A janela também Até as cortinas Não quero te ver Já tem quem te substitua aqui Não tão quente como você, mas quebra o galho Sei que isso me faz mal e que se traduz num completo desperdício Mas mudar o hábito é difícil Ei, não se zangue, não desista, não vá embora… Luz do sol. (NR)

Enroscado nas tramas  da teia  na rede  me debato  O atrito consome segundos de energia  Não me afogo… mas perco o ar  E apesar de  nem sã consciência e razão  certo estou de que escapar é em vão  Quanto mais me agito  mais me enrolo  E quando mais meu corpo curvo  mais seguro sinto de ali estar…  e não mar aberto  Aliás, talvez seja este o oceano azul de possibilidades!  E passo a gostar da ideia de que te alimentarei:  cru  sem pele  em partes  e por inteiro.  Sashimi.  (NR)

Enroscado nas tramas da teia na rede me debato O atrito consome segundos de energia Não me afogo… mas perco o ar E apesar de nem sã consciência e razão certo estou de que escapar é em vão Quanto mais me agito mais me enrolo E quando mais meu corpo curvo mais seguro sinto de ali estar… e não mar aberto Aliás, talvez seja este o oceano azul de possibilidades! E passo a gostar da ideia de que te alimentarei: cru sem pele em partes e por inteiro. Sashimi. (NR)

Deito com a esperança de dormir  Sei que se continuar pensando irei me perder em devaneios e cair no sono  E nele, vou sonhar e descobrir que meus pensamentos anteriores não foram em vão  E quase que como sem pensar, chegarei lá  Acordado, no sonho, realizado  Subconsciente.  (NR)

Deito com a esperança de dormir Sei que se continuar pensando irei me perder em devaneios e cair no sono E nele, vou sonhar e descobrir que meus pensamentos anteriores não foram em vão E quase que como sem pensar, chegarei lá Acordado, no sonho, realizado Subconsciente. (NR)

Meu hobi é tirar o seu.

Meu hobi é tirar o seu.

Chá na cama! tea on the bed!

Chá na cama! tea on the bed!

Ontem, ela entrou na minha casa pela primeira vez. Ontem, ela invadiu minha vida. Foi rápido e avassalador. Desajeitada, subiu o elevador. Senti empurrá-la levemente pela cintura. Sem receio – disse. Talvez pelo fato de sabermos que intenso será, o desgaste é inevitável, natural... E durante toda a noite admirei suas curvas, aprendi seu manual, pegamos leve e acordamos sozinhos: eu no quarto; ela na sala. Magrela. (NR)

Ontem, ela entrou na minha casa pela primeira vez. Ontem, ela invadiu minha vida. Foi rápido e avassalador. Desajeitada, subiu o elevador. Senti empurrá-la levemente pela cintura. Sem receio – disse. Talvez pelo fato de sabermos que intenso será, o desgaste é inevitável, natural... E durante toda a noite admirei suas curvas, aprendi seu manual, pegamos leve e acordamos sozinhos: eu no quarto; ela na sala. Magrela. (NR)

Porque tomei um café, perdi o sono Porque perdi o sono, pensei em você  Porque pensei em você, fiquei com saudade Porque fiquei com saudade, quis te ver Porque quis te ver, vi tuas fotos...

Porque tomei um café, perdi o sono Porque perdi o sono, pensei em você Porque pensei em você, fiquei com saudade Porque fiquei com saudade, quis te ver Porque quis te ver, vi tuas fotos...

Há um mês que começamos este livro Há um mês que fito seus olhos antes de se renderem ao sono Há um mês que compartilhamos conhecimento Há um mês que te lembro onde paramos...

Há um mês que começamos este livro Há um mês que fito seus olhos antes de se renderem ao sono Há um mês que compartilhamos conhecimento Há um mês que te lembro onde paramos...

Pinterest
Pesquisar