Explore Clarice Lispector, Verdade e muito mais!

Explorar tópicos relacionados

Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso. (Clarice Lispector)

Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso. (Clarice Lispector)

Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente (Clarice Lispector)

Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente (Clarice Lispector)

É necessário abrir os olhos e perceber as coisas boas dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. (Clarice Lispector)

É necessário abrir os olhos e perceber as coisas boas dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. (Clarice Lispector)

Eu sou sozinha no mundo e não acredito em ninguém; todos mentem, às vezes até na hora do amor, eu não acho que um ser fale com o outro, a verdade só me vem quando estou sozinha (Clarice Lispector)

Eu sou sozinha no mundo e não acredito em ninguém; todos mentem, às vezes até na hora do amor, eu não acho que um ser fale com o outro, a verdade só me vem quando estou sozinha (Clarice Lispector)

Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. (Clarice Lispector)

Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. (Clarice Lispector)

Todos nós precisamos de um momento a sós, com nossa própria companhia, seja ela no auge do niilismo ou da fé. Ou seja, todos temos necessidade do conhece-te a ti mesmo para viver melhor, no equilíbrio da razão e a emoção. http://lounge.obviousmag.org/imensidao_multicultural/2015/09/nao-ha-conhecimento-de-si-mesmo-se-nao-se-permitir-ficar-so.html

não há conhecimento de si mesmo se não se permitir ficar só

Todos nós precisamos de um momento a sós, com nossa própria companhia, seja ela no auge do niilismo ou da fé. Ou seja, todos temos necessidade do conhece-te a ti mesmo para viver melhor, no equilíbrio da razão e a emoção. http://lounge.obviousmag.org/imensidao_multicultural/2015/09/nao-ha-conhecimento-de-si-mesmo-se-nao-se-permitir-ficar-so.html

Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. — Clarice Lispector

Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite. — Clarice Lispector

Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer. — Clarice Lispector

Sou apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer. — Clarice Lispector

Preciso ser livre - não aguento a escravidão do amor grande, o amor não me prende tanto. (Clarice Lispector)

Preciso ser livre - não aguento a escravidão do amor grande, o amor não me prende tanto. (Clarice Lispector)

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar. — Clarice Lispector

Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar. — Clarice Lispector

Pinterest
Pesquisar