More ideas from Psi
aprenda a dizer nao

aprenda a dizer nao

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: Dependência afetiva

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: Dependência afetiva

Psicologia dos Relacionamentos: Psicologa Bradesco: Discutir a relação é útil?

Psicologia dos Relacionamentos: Psicologa Bradesco: Discutir a relação é útil?

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: Conheça a Psicóloga

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: Conheça a Psicóloga

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: As máscaras que usamos

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: As máscaras que usamos

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: As Multiplas formas de gostar de alguém

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: As Multiplas formas de gostar de alguém

Você é controlador (a)?

Você é controlador (a)?

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: Você é controlador (a)?

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: Você é controlador (a)?

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: Dia dos namorados

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: Dia dos namorados

Psicóloga em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: A blindagem contra  apego

Psicóloga em São Paulo, SP| Psicologa Bradesco: A blindagem contra apego

A chantagem emocional é a utilização abusada, exagerada e desnecessária dos recurso emocionais com a finalidade de para obter benefícios emocionais, materiais, financeiros, cognitivos ou de outra ordem.

A chantagem emocional é a utilização abusada, exagerada e desnecessária dos recurso emocionais com a finalidade de para obter benefícios emocionais, materiais, financeiros, cognitivos ou de outra ordem.

Os relacionamentos afetivos são organizados  com base nos espaços individuais construídos em espaços sociais, ou seja, a relação será mediada não só pelo desejo, mas pelas crenças e valores.  A ideia de complementariedade  (Eu te amo porque você me completa), tende a levar muitos relacionamentos para o abismo, pois se subtende daí a ideia de uma pessoa incompleta. Oras, o que seria uma pessoa incompleta?

Os relacionamentos afetivos são organizados com base nos espaços individuais construídos em espaços sociais, ou seja, a relação será mediada não só pelo desejo, mas pelas crenças e valores. A ideia de complementariedade (Eu te amo porque você me completa), tende a levar muitos relacionamentos para o abismo, pois se subtende daí a ideia de uma pessoa incompleta. Oras, o que seria uma pessoa incompleta?

Para que o indivíduo sinta-se amado (a) é fundamental que  esteja vivencie uma relação onde estejam presentes a paixão, a intimidade e o comprometimento, e além disso esteja sincronizado com seu parceiro.

Para que o indivíduo sinta-se amado (a) é fundamental que esteja vivencie uma relação onde estejam presentes a paixão, a intimidade e o comprometimento, e além disso esteja sincronizado com seu parceiro.

AMor doente.  Psicologa em São Paulo, SP|  Psicologa Bradesco: 07 dicas que seu amor é patológico

Too sad and full of regret to do anything. Ever feel like that? Take my heart, it's broken and in a sense betrays you? Do you sometimes feel haunted by regret and despair? We all get sad from time to time, problem is when it becomes dominate.