Alberto Caeiro
Alberto Caeiro
Alberto Caeiro

Alberto Caeiro

O que me aprenderam a ver nunca tocou nos meus olhos. O que me apontaram nunca estava ali: estava ali só o que ali estava.