Jurema preta (Mimosa hostilis/tenuiflora) - Cascas do tronco É desta planta que se origina o famoso "Vinho da Jurema", citado na obra "Iracema", de José de Alencar. É usada nos rituais do Catimbó e pajelanças. Era usada por médicos-feiticeiros, juntamente com o fumo e o maracá, para abençoar, aconselhar e curar. A ingestão permite ao pajé entrar em contato com seus espíritos ancestrais. Na Umbanda, Jurema é a dona das ervas mágicas.

Jurema preta (Mimosa hostilis/tenuiflora) - Cascas do tronco É desta planta que se origina o famoso "Vinho da Jurema", citado na obra "Iracema", de José de Alencar. É usada nos rituais do Catimbó e pajelanças. Era usada por médicos-feiticeiros, juntamente com o fumo e o maracá, para abençoar, aconselhar e curar. A ingestão permite ao pajé entrar em contato com seus espíritos ancestrais. Na Umbanda, Jurema é a dona das ervas mágicas.

Jurema branca - Pithecellobium diversifolium Benth | por Dilson Santos

Jurema branca - Pithecellobium diversifolium Benth | por Dilson Santos

Acacia acuminata

Acacia acuminata

Flor da jurema-branca

Flor da jurema-branca

mimosa-hostilis.jpg (640×480)

mimosa-hostilis.jpg (640×480)

Pinterest
Search